Apple confirma escalada de tentativas de fraude na App Store

Por outro lado, a empresa diz ter evitado US$ 1,5 bilhão em transações fraudulentas no ano passado, valor que, segundo ela, se manteve em nível semelhante ao de 2020
Da Redação
02/06/2022

A Apple confirmou a informação de que milhões de tentativas de fraude são feitas contra a App Store e seus usuários a cada ano. Por outro lado, a empresa diz ter evitado US$ 1,5 bilhão em transações fraudulentas no ano passado, valor que, segundo ela, se manteve em nível semelhante ao de 2020.

A empresa disse que as tentativas de fraudes na loja virtual abrangem desde aquelas relativamente simples como fazer compras usando cartões de crédito roubados ou fraudulentos até golpes mais sofisticados que consistem em aplicativos que funcionam bem, mas coletam dados silenciosamente ou carregam malware para enganar ou fraudar os usuários.

As tentativas de “contrabandear” malware usando aplicativos para realizar fraude estão se intensificando neste ano. Vale ressaltar que houve um aumento de mais de 40% nas tentativas de malware contra o Android para realizar fraude até agora neste ano, o que mostra que a preocupação da Apple é justificada.

A empresa fiz ter rejeitado dezenas de milhares de aplicativos, incluindo aplicativos com código oculto e aplicativos enganosos, imitadores e que abusam da privacidade. Milhões de tentativas de criar contas fraudulentas de clientes ou desenvolvedores são feitas a cada ano, disse a Apple, enquanto 3,3 milhões de cartões de crédito roubados foram vistos em tentativas de uso para fraude. Ela diz ainda que a fraude de revisão — na qual os concorrentes apresentam classificações e críticas ilegítimas para suprimir as vendas de aplicativos concorrentes ou para incentivar os usuários a baixar aplicativos não confiáveis ​​— também é bastante comum.

Veja isso
Descobertos 30 apps ‘fleeceware’ para iOS na App Store
App Store remove 17 apps maliciosos para iPhone

A Apple revela que mais de 1 bilhão de avaliações e classificações foram feitas no ano passado, e que teve de bloquear mais de 94 milhões de avaliações e 170 milhões de classificações por “não atenderem aos padrões de moderação”. Ela também abandonou 610 mil avaliações após a publicação por reclamações. Esses dados sugerem que a escala de fraude de revisão é relativamente alta, pois indica que uma porcentagem muito grande dos bilhões de avaliações e classificações feitas a cada ano é culpada.

Os desenvolvedores da App Store reclamam dessa prática há anos, e os dados divulgados pela Apple justificam essa preocupação. Dito isso, isso também sugere que os riscos de fraude de revisão seriam muito maiores se a App Store fosse deixada sem moderação.

A decisão da Apple de divulgar informações sobre seu trabalho para combater a fraude na App Store ocorre apenas alguns dias de sediar seu evento anual de desenvolvedores envia a mensagem de que a empresa continuará trabalhando para atingir suas metas de privacidade e segurança em seu ecossistema móvel. Mais recentemente, a empresa anunciou que excluirá aplicativos mais antigos que não foram atualizados por três ou mais anos da App Store.

Compartilhar:

Parabéns, você já está cadastrado para receber diariamente a Newsletter do CISO Advisor

Por favor, verifique a sua caixa de e-mail: haverá uma mensagem do nosso sistema dando as instruções para a validação de seu cadastro. Siga as instruções contidas na mensagem e boa leitura. Se você não receber a mensagem entre em contato conosco pelo “Fale Conosco” no final da homepage.

ATENÇÃO: INCLUA newsletter@cisoadvisor.com.br NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)