writing-1149962_1280.jpg

SentinelOne adquire a Attivo Networks por US$ 616,5 milhões

Da Redação
17/03/2022

A empresa de segurança cibernética SentinelOne assinou acordo definitivo para adquirir a Attivo Networks, especializada na proteção de identidade e credenciais de usuários para evitar a invasão de redes de computadores corporativas e o roubo de dados ou a interrupção de operações. 

Em comunicado, a SentinelOne disse que o propósito com a aquisição é reforçar o seu portfólio de soluções de segurança para atender a demanda gerada pelo trabalho híbrido (presencial e remoto) que depende cada vez mais de ferramentas baseadas em nuvem.

“A aquisição visa fortalecer a plataforma da SentinelOne, que automatiza muitas defesas cibernéticas, à medida que mais funcionários trabalham fora, sem firewalls e outras proteções que geralmente são estruturadas em escritórios físicos”, disse o presidente-executivo da companhia, Tomer Weingarten. “Ataques baseados em identidade e em credenciais de usuários estão em ascensão”, enfatizou Weingarten. “É apenas uma necessidade enorme no mercado e uma evolução do cenário de ameaças.”

Já o CEO da Attivo, Tushar Kothari, disse que os hackers visam as credenciais do usuário para obter acesso aos dados que podem vender, criptografar ou vazar. “Decidimos focar nossa tecnologia e inovações em derrotar o invasor naquele estágio inicial do ataque”, frisou.

Veja isso
Tenable adquire a Cymptom, empresa de análise de ataques
Check Point compra startup que faz segurança de código

Conforme os termos do acordo, a SentinelOne, com sede na Califórnia, vai pagar US$ 616,5 milhões, em dinheiro e ações, pela Attivo, e a expectativa das empresas que o negócio seja fechado no segundo trimestre, após a aprovação dos órgãos reguladores dos EUA. A Attivo, também sediada na Califórnia, foi fundada em 2011, enquanto a SentinelOne foi criada em 2013. 

A SentinelOne anunciou na terça-feira, 15, os resultados financeiros do quarto trimestre e do ano fiscal encerrado em 31 de janeiro de 2022. A receita total no trimestre fiscal foi de US$ 65,6 milhões, o que representa um aumento de 120% na comparação com os US$ 29,9 milhões registrados no mesmo período do ano fiscal de 2021. A receita recorrente anualizada da empresa aumentou 123% ano a ano, para US$ 292,3 milhões. Apesar disso, ela fechou o último trimestre fiscal com prejuízo de US$ 71,7 milhões e perda de US$ 271 milhões no ano fiscal.

Compartilhar: