writing-1149962_1280.jpg

Broadcom deve concluir compra da VMWare na quarta-feira

Empresa diz ter eliminado todos os obstáculos regulatórios e planeja concluir a aquisição da empresa de tecnologia em nuvem nesta próxima quarta-feira, 29
Da Redação
27/11/2023

A fabricante de chips e software para computadores Broadcom anunciou que obteve todas as aprovaçõesregulatórias e pretende concluir a aquisição da empresa de tecnologia em nuvem VMware, por US$ 69 bilhões,nesta próxima quarta-feira, 29A empresa, com sede em San Jose, na Califórnia, anunciou que planeja avançar com o negócio depois que a China se juntou à lista de países que deram sinal verde para o negócio.

De acordo com os termos do acordo, a Broadcom vai pagar US$ 61 bilhões em dinheiro e ações pela VMware e assumirá US$ 8 bilhões de dívida da empresa. A compra  será um dos maiores negócios na área de tecnologia de todos os tempos. O anúncio vem logo após a Microsoft adquirir a fabricante de videogames Activision Blizzard por US$ 69 bilhões, também uma das aquisições de tecnologia mais caras da história.

Foram necessários 18 meses para que a Broadcom obtivesse todas as aprovações regulatórias, poucos dias antes do acordo expirar. A aquisição foi possível depois que a Administração Estatal de Regulação de Mercado da China disse que os compromissos da Broadcom, apresentados na segunda-feira passada, 20, reduziriam o impacto da fusão. O plano de aquisição da Broadcom já havia obtido aprovação do órgão regulador da concorrência britânico.

Inúmeras empresas e órgãos públicos, incluindo grandes bancos, grandes varejistas, operadoras de telecomunicações e companhias governamentais, utilizam os equipamentos da Broadcom e o software da VMware. A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia e principal autoridade antitruste, autorizou o acordo depois que a Broadcom fez concessões para resolver as preocupações com a concorrência de mercado.

Veja isso
Broadcom compra a VMware por US$ 61 bilhões
VMware pode ser adquirida (já) pela Broadcom

A Broadcom quer estabelecer uma posição mais forte no mercado de computação em nuvem, já que a tecnologia da VMware permite que grandes corporações combinem acesso à nuvem pública com redes internas. A VMware, com sede em Palo Alto, na Califórnia, tem relações estreitas com todas as principais empresas e provedores de nuvem, incluindo Amazon, Google e Microsoft.

Em um comunicado, a Broadcom disse que obteve sinal verde da Austrália, Brasil, Canadá, China, União Europeia, Israel, Japão, África do Sul, Coreia do Sul, Taiwan, Reino Unido e “autorização de controle de investimento estrangeiro em todas as jurisdições necessárias”. “Não há impedimento legal para o fechamento sob os regulamentos de fusão dos EUA”, diz a nota.

Compartilhar: