WhatsApp admite uso de proxy para ‘burlar’ censura na internet

Novo recurso foi projetado para colocar o poder nas mãos das pessoas e manter o acesso ao WhatsApp se a conexão for bloqueada ou interrompida, diz a empresa
Da Redação
09/01/2023

O WhatsApp, pertencente à Meta, introduziu oficialmente o suporte a proxy, sob alegação de “burlar” as medidas adotadas por governos autocráticos e ditatoriais para interromper a Internet usadas A empresa fez o anúncio em um post de blog na quinta-feira, 5, dizendo que o novo recurso foi projetado para colocar o poder nas mãos das pessoas e manter o acesso ao WhatsApp se a conexão for bloqueada ou interrompida.

“Como comemoramos o início de 2023 por meio de mensagens de texto ou ligações privadas, muitas pessoas continuam sem poder entrar em contato com seus entes queridos por causa do desligamento da Internet”, diz a postagem no blog da Meta. “Para ajudar, hoje estamos lançando suporte de proxy para usuários do WhatsApp em todo o mundo.”

Em entrevista à Infosecurity, o CEO da SlashNext, Patrick Harr, disse que o novo recurso é particularmente útil ao considerar que as maiores lacunas na postura de segurança hoje vêm dos dados pessoais dos funcionários da nova força de trabalho híbrida. “Os invasores têm como alvo os funcionários por meio de canais de comunicação pessoal menos protegidos, como o WhatsApp, para perpetrar um ataque”, disse ele. “Então, torna-se apenas uma questão de penetrar lateralmente na organização a partir de seu ponto de apoio externo.”

Veja isso
Mais de 480 milhões de números de WhatsApp são vazados
Meta processa desenvolvedores por roubo de contas do WhatsApp

O WhatsApp acrescentou que, usando um proxy, os usuários podem se conectar ao aplicativo por meio de servidores configurados por voluntários e organizações em todo o mundo. Para esse fim, a empresa compilou um guia projetado para ajudar os usuários a configurar seus próprios servidores proxy junto com um separado para mostrar como os usuários podem se conectar aos proxies existentes.

O WhatsApp também disse que a conexão via proxy mantém o “alto nível de privacidade e segurança” que o aplicativo oferece. “Suas mensagens pessoais ainda serão protegidas por criptografia de ponta a ponta, garantindo que elas permaneçam entre você e a pessoa com quem você está se comunicando e não sejam visíveis para ninguém no meio, nem para os servidores proxy, WhatsApp ou Meta ”, escreveu a empresa.

O novo recurso, que está disponível há anos em outros aplicativos de mensagens com criptografia fim a fim, como Telegram e Signal, agora pode ser encontrado no menu de configurações do WhatsApp para todos que executam a versão mais recente do aplicativo.Isso ocorre meses depois que a Meta processou três desenvolvedores chineses por supostamente induzir os usuários a baixar versões falsas do WhatsApp, coletando seus detalhes de login.

Compartilhar:

Parabéns, você já está cadastrado para receber diariamente a Newsletter do CISO Advisor

Por favor, verifique a sua caixa de e-mail: haverá uma mensagem do nosso sistema dando as instruções para a validação de seu cadastro. Siga as instruções contidas na mensagem e boa leitura. Se você não receber a mensagem entre em contato conosco pelo “Fale Conosco” no final da homepage.

ATENÇÃO: INCLUA newsletter@cisoadvisor.com.br NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)