VMware pode ser adquirida (já) pela Broadcom

Negócio pode alcançar um valor de US$ 50 bilhões e diversifica ainda mais a atuação da Broadcom
Da Redação
23/05/2022

A fabricante de produtos de TI norte-americana Broadcom está em negociações para comprar a empresa de software VMware, informou hoje o jornal britânico Financial Times. O negócio, que poderá alcançar a casa dos US$ 50 bilhões, transformará o grupo Broadcom em uma empresa de tecnologia diversificada, operando desde a fabricação de chips até serviços de computação em nuvem. Conforme observado pelo jornal, um acordo com a VMware também pode trazer grandes benefícios financeiros para o bilionário Michael Dell. Sua empresa Dell adquiriu a VMware em 2016 como parte de uma aquisição de US$ 67 bilhões do conglomerado de tecnologia EMC. Hoje, Michael Dell detém cerca de 36% das ações em circulação da VMware, que foram avaliadas em cerca de US$ 15 bilhões no fechamento do pregão em 20 de maio.

O acordo, que pode valer mais de US$ 50 bilhões, transformará o grupo de semicondutores em uma empresa de tecnologia diversificada, desde chips a serviços de computação em nuvem.

Veja isso
Aquecimento do mercado impulsiona fusões e aquisições no setor
Veeam planeja IPO e novas aquisições

A VMware há muito é considerada uma das empresas mais importantes do setor de computação em nuvem. Os serviços da empresa são utilizados por grandes corporações para gerenciar redes de nuvem privada e pública, bem como data centers. A Broadcom tentou recentemnte adquirir os ativos da fabricante de chips Qualcomm, mas o acordo foi vetado em 2018 pelo ex-presidente dos EUA, Donald Trump, por motivos de segurança nacional.

Compartilhar:

Últimas Notícias