Violação de dados, game over para as marcas

Paulo Brito
24/10/2019
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Uma da pesquisa empresa Ping Identity mostra que a segurança de dados é uma preocupação muito grande para consumidores em todo o mundo. Aproximadamente metade deles (49%) responderam que agora estão mais preocupados em proteger suas informações pessoais do que um ano atrás. O teor da resposta aponta para uma falta de confiança dos consumidores na capacidade que as marca têm para proteger suas informações pessoais.

A Ping Identity pesquisou uma amostra de 4.017 adultos nos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, França e Alemanha. Todos tinham pelo menos 18 anos de idade e usam pelo menos um site ou serviço on-line regularmente: compras, transações bancárias, filmes / TV, música, serviços governamentais, viagens ou aplicativos do tipo Uber / Lyft.

É bem alta a parcela de entrevistados que deixaria de se envolver com uma marca on-line após uma violação de dados: 81%. Isso quer dizer quase com certeza que uma violação de dados pode ser o fim de uma marca.

A pesquisa mostra que os consumidores esperam das empresas uma proteção para seus dados. A expectativa de 63% dos consumidores é que as empresas sejam sempre responsável pela proteção de dados do cliente. Inclusive quando os usuários são vítimas de golpes de phishing ou usam uma conexão Wi-Fi não-criptografada.

Para os consumidores, o compartilhamento de dados pessoais é também um problema. Mais da metade dos entrevistados (55%) afirma que o compartilhamento de seus dados pessoais sem permissão tem mais probabilidade de afastá-los da marca do que uma violação de dados (27%).

Outro problema que transpareceu na pesquisa é relacionado com as empresas de mídia social: elas não inspiram confiança. As empresas de mídia social são as menos confiáveis, com apenas 28% dos entrevistados relatando que se sentem confiantes na capacidade dessas plataformas de proteger suas informações pessoais. Experiências ruins de login também prejudicam as marcas e podem levar ao cancelamento de serviços. Quase dois terços dos consumidores (65%) estão frustrados com as experiências de login e um terço (33%) parou de usar um dispositivo, aplicativo ou serviço, ou deixou uma crítica após uma experiência inconveniente de login.

“Não há dúvida de que as empresas correm o risco de perder clientes e danificar suas marcas se não tiverem práticas fortes e transparentes de proteção de dados”, disse Richard Bird, diretor de informações ao cliente da Ping Identity.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest