Vazamento de dados no Morgan Stanley

Paulo Brito
05/01/2015
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Vazamento de dados no Morgan StanleyUm colaborador do banco Morgan Stanley conseguiu obter dados sigilosos sobre seis milhões de clientes e tentou vendê-los a cibercriminosos pela internet. O vazamento foi descoberto na metade de dezembro e uma investigação policial conseguiu descobrir o culpado: foi Galen Marsh, funcionário do banco em Nova York.

Ainda é possível ver a oferta dele no cache do Google.

Marsh estava no Morgan desde 2008 e foi imediatamente demitido. Ele trabalhava na área de administração das contas de clientes ricos, que no banco somam 3,5 milhões. Embora tenha anunciado 6 milhões de contas, Marsh conseguiu pôr as mãos em 350 mil. Não há indícios de que os dados tenham chegado às mãos de criminosos e até agora não há registro de prejuízos para os clientes.

Fica uma pergunta: por que a detecção interna de gravação/download falhou?

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório