belgium-3595351_1280.jpg

União Europeia denuncia ataques com origem na Rússia

Declaração diz que alguns Estados-Membros da UE observaram atividades cibernéticas maliciosas e as associaram ao Estado russo
Da Redação
27/09/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O Conselho da União Europeia publicou na última sexta-feira, dia 24 de setembro, uma declaração do seu Alto Representante dirigida à Federação Russa, sobre o respeito aos processos democráticos do bloco. A declaração diz que “alguns Estados-Membros da UE observaram atividades cibernéticas maliciosas, designadas coletivamente como Ghostwriter, e as associaram ao Estado russo. Essas atividades são inaceitáveis, pois procuram ameaçar nossa integridade e segurança, nossos valores e princípios democráticos e o funcionamento central de nossas democracias”.

Veja isso
Diplomatas da África, Ásia e Europa são atacados com firmware bootkit
Mídia ocidental é usada para desinformação pró-Rússia

Embora a declaração não mencione expressamente, as “atividades” foram registradas contra instituições da Alemanha, que teve eleições no fim de semana de 26 de setembro de 2021. A campanha “Ghostwriter” teve como alvo “numerosos membros de parlamentos, funcionários do governo, políticos e membros da imprensa e da sociedade civil na UE”, de acordo com o comunicado de imprensa do Conselho Europeu na sexta-feira, e foi realizada “através do acesso ao computador sistemas e contas pessoais e roubo de dados”.

No início de setembro, autoridades policiais da Alemanha informaram que a campanha Ghostwriter havia “combinado ataques cibernéticos convencionais com desinformação e operações de influência”, em uma tentativa de espalhar a desinformação antes das eleições. O governo alemão disse ter “informações confiáveis” de que os ataques – envolvendo uso de e-mails de phishing na tentativa de obter detalhes de login pessoais de legisladores federais e estaduais – poderiam ser atribuídos a atores baseados na Rússia, “especificamente para o serviço de inteligência militar russo”.

A campanha do Ghostwriter está em andamento desde 2017, de acordo com um relatório de 2020 da FireEye. O grupo já esteve envolvido em campanhas de desinformação anti-OTAN, em espionagem cibernética e operações de ataque e vazamento politicamente prejudiciais em toda a Europa.

O Conselho Europeu é um órgão colegiado que define as orientações e prioridades políticas globais da União Europeia. É composto pelos Chefes de Estado ou de Governo dos Estados-Membros da UE, juntamente com o Presidente do Conselho Europeu e o Presidente da Comissão Europeia.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest