Ucrânia revela plano para destruir dados em servidores

Funcionário do governo diz que o lado ucraniano “pode ​​se mudar para novos lugares, salvar dados, excluir dados e impedir a captura de todos esses dados”
Da Redação
23/02/2022

As autoridades ucranianas estão se preparando para o cenário de destruição de dados em servidores e transferência de informações confidenciais de Kiev. Isso será feito no caso de uma invasão da Rússia à capital. A afirmação foi feita ao portal noticioso Politico pelo vice-presidente do Serviço de Estado para Comunicações Especiais e Proteção da Informação (Gosspetssvyaz) da Ucrânia, Viktor Zhora.

Veja isso
Ucrânia: governo e bancos atingidos com DDoS
A crise da Ucrânia e a nossa segurança da informação

Capturar as redes de computadores ucranianas intactas daria a Moscou não apenas documentos valiosos, mas também informações detalhadas sobre a população sob seu controle, disse o funcionário. Mesmo que a Rússia assuma o controle das agências governamentais, o lado ucraniano “pode ​​se mudar para novos lugares, salvar dados, excluir dados e impedir a captura de todos esses dados”.

O governo ucraniano começou a centralizar seus sistemas de computador em 2014, disse Zhora. Segundo ele, essa medida dificultou a invasão de computadores onde são armazenados documentos secretos, dados detalhados sobre a população e de onde são fornecidos serviços como pagamentos de pensões.

No caso de uma invasão, as equipes cibernéticas ucranianas receberão ordens para “desativar o acesso a essas contas”, acrescentou Zhora. Além disso, as autoridades ucranianas desenvolveram planos para desligar os sistemas centrais em Kiev e transferir cópias dos dados para posições de backup.

Os planos de contingência de segurança cibernética da Ucrânia destacam como a natureza mutável da guerra no século 21 criou novos riscos para os governos sitiados, mas também novas oportunidades para garantir sua sobrevivência.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Últimas Notícias