Trojan é o malware que predomina nos ataques de 2022

Da Redação
28/03/2022

O trojan foi a principal categoria de malware utilizada pelos cibercriminosos nos primeiro 80 dias deste ano, segundo dados do dfndr enterprise, solução de cibersegurança da PSafe:  foram registrados mais de 2,6 milhões de bloqueios deste malware no período entre 1º de janeiro e 21 de março. Em segundo lugar, aparecem os aplicativos falsos, com mais de 2 milhões de detecções no mesmo período.

Entre janeiro e fevereiro deste ano, segundo o CEO da PSafe, Marco DeMello, a solução ‘dfndr enterprise’ da empresa registrou mais de 7 milhões de bloqueios, o que corresponde a mais de 118 mil tentativas de ataque por malware por dia e quase 5 mil por hora.

Veja isso
PSafe anuncia programa de recompensas na Bugcrowd
DFNDR tem a melhor proteção mobile segundo AV-TEST

“Apesar de ser um software que às vezes pode atuar como um programa legítimo, o trojan pode roubar informações, causar danos ao sistema ou dados e permitir acesso remoto ao dispositivo da vítima. Não é por acaso que ele aparece em primeiro lugar no nosso ranking, tendo em vista também que o ataque ransomware, cada vez mais utilizado por cibercriminosos para ‘sequestrar’ dados das empresas, com uma média global de 20 tentativas por segundo, está incluso nessa categoria”, explica o CEO da PSafe.

Compartilhar: