Transmissão da TV oficial do Irã invadida com protesto

Da Redação
09/10/2022

Um grupo que se intitula “Edalate Ali” reivindicou a autoria do ataque feito ontem a uma transmissão da TV estatal iraniana. A invasão interrompeu repentinamente o noticiário transmitido pela rede de televisão estatal da República Islâmica do Irã.

Veja isso
Hackers contam como invadiram a Uber em 2016
Albânia rompe com Irã por causa de ataque cibernético

Os hackers do grupo Edalate Ali interromperam a transmissão durante uma reportagem sobre o encontro entre o aiatolá Ali Khamenei e seus colaboradores. Em vez do serviço, foi transmitido um pequeno clipe no qual se podia ver a imagem do Guia Supremo do Irã cercado por chamas, enquanto ao fundo se podia ouvir as notas do hino dos protestos que explodiram após a morte de Mahsa Amini, de 22 anos, presa pela polícia moral iraniana acusada de não usar o hijab corretamente.

Além da imagem de Khamenei, os hackers também incluíram fotos de algumas outras jovens que apontaram como vítimas do governo iraniano. Além da foto de Mahsa Amini, havia também imagens de Nika Shakarami, de 17 anos, do ativista Hadis Najafi e de Sarina Esmaeilzadeh, de 16 anos. O grupo de hackers reivindicou a responsabilidade pelo ataque no Twitter, escrevendo: “Acorde e junte-se a nós nas ruas: continuaremos nossas operações até que o sistema corrupto seja destruído”.

Compartilhar: