Toyota comunica invasão da rede em Tóquio

A Toyota está na mira dos hackers: depois de uma invasão da sua operação na Austrália em fevereiro, agora é a vez do Japão. A empresa publicou sexta-feira um comunicado informando que os dados de 3,1 milhões de clientes podem ter vazado. O que aconteceu na verdade é que houve acesso não autorizado na rede das subsidiárias em Tóquio, as quais dão acesso a um servidor que armazena dados de clientes.

A empresa afirma que não foram expostos dados de cartões de crédito mas há outras informações sensíveis que podem ter vazado. Por enquanto, a Toyota admite somente que houve acesso não-autorizado na rede, sem confirmar o vazamento dos dados.

Em fevereiro, o ataque paralisou o site da empresa em Melbourne e outros todos os outros meios de comunicação, inclusive sua rede telefônica e seu servidor de e-Mails.

O comunicado da Toyota diz o seguinte:

Aviso da possibilidade de vazamento de informações do cliente em nossos revendedores da área de Tóquio

Em 21 de março de 2019, nossas subsidiárias de vendas Toyota Tokyo Holdings, Tokyo Motor, Toyopet, Toyota Corolla, Redes Toyota Tokyo, além das empresas Lexus Koishikawa Sales, Jamil Shoji (Lexus Nerima) e Toyota Oeste Tóquio Corolla registraram acesso não-autorizado à rede e a um servidor conectado à rede. Descobriu-se que até 3,1 milhões de itens de informações de clientes podem ter vazado para fora da empresa. As informações que podem ter vazado desta vez não incluem informações sobre cartões de crédito.

Não confirmamos neste momento o fato de que informações do cliente vazaram, mas continuaremos a conduzir pesquisas detalhadas, priorizando a segurança e a segurança do cliente.

Pedimos desculpas a todos que estiveram usando veículos Toyota e Lexus pela grande preocupação.

Levamos essa situação a sério e implementaremos medidas de segurança da informação nas concessionárias e em todo o Grupo Toyota.

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin