hands-1063442_640.jpg

Thoma Bravo conclui compra da Sophos por US$ 3,9 bilhões

Da Redação
02/03/2020

Oferta de compra pelo fundo de private equity havia sido anunciada em outubro do ano passado e obteve aprovação unânime dos acionistas da Sophos, que receberão US$ 7,40 por ação da empresa

hands-1063442_640.jpg

A empresa britânica de segurança cibernética Sophos anunciou nesta segunda-feira, 2, a conclusão da aquisição de todos os seus ativos pela Thoma Bravo, numa transação avaliada em US$ 3,9 bilhões.

A oferta de compra pelo fundo de private equity havia sido anunciada em 14 de outubro do ano passado e obteve aprovação unânime dos acionistas da Sophos, que receberão US$ 7,40 por ação da empresa. Isso ocorreu depois de vários trimestres de crescimento lento, que desencadearam uma queda no preço das ações da Sophos.

A Sophos foi fundada por Jan Hruska e Peter Lammer e começou a produzir seus primeiros softwares antivírus e de criptografia em 1985. Atualmente, a empresa atende mais de 400 mil organizações em mais de 150 países, inclusive no Brasil. Ela possui uma rede de mais de 53 mil revendedores e provedores de serviços gerenciados, sendo que seus sistemas protegem mais de 100 milhões de usuários globais de ameaças cibernéticas avançadas.

A Thoma Bravo opera no mercado há 40 anos, 20 dos quais investindo na compra de empresas de software e tecnologia. Nesse período, o fundo de private equity adquiriu mais de 200 empresas, entre elas a Barracuda Networks e Imperva, que representam mais de US$ 500 bilhões em valor de mercado. Ele também possui participação minoritária na empresa de cibersegurança McAfee.

Em comunicado, Seth Boro, sócio-gerente da Thoma Bravo, ressaltou o empenho da Sophos em aumentar constantemente os padrões de proteção, com suas soluções de segurança sincronizada, tecnologia avançada de aprendizado profundo e rápido crescimento no canal de provedores de serviços gerenciados. “Estamos entusiasmados em fazer parceria com a Sophos para ajudar a desenvolver seu sucesso, à medida que impulsionam ainda mais a inovação em segurança cibernética”, completou.

O CEO da Sophos, Kris Hagerman, por sua vez, disse que a parceria com a Thoma Bravo vai acelerar a jornada da empresa para se tornar líder em segurança cibernética de próxima geração. “A Sophos está animada por trabalhar com a Thoma Bravo ao iniciarmos nosso próximo capítulo de crescimento e sucesso, continuando em nossa missão de fornecer a tecnologia de cibersegurança de última geração mais eficaz do mundo.” Segundo Hagerman, no último trimestre do ano passado, o portfólio de produtos de última geração das Sophos representou mais de 60% de todo o negócio e cresceu 44% ano a ano.

Compartilhar: