SAP

SAP vai corrigir segurança em sete linhas de produtos

Da Redação
05/05/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Na lista estão SAP Success Factors, SAP Concur, SAP / CallidusCloud Commissions, SAP / Callidus Cloud CPQ, SAP C4C / Sales Cloud, SAP Cloud Platform e SAP Analytics Cloud

Um total de aproximadamente 39.600 clientes da SAP espalhados pelo mundo estão utilizando produtos nos quais a empresa ainda tem de resolver problemas de segurança. A informação foi divulgada ontem pela SAP em comunicado ao mercado publicado pela área de Relações com Investidores em sua sede, na Alemanha. O título do documento é “A SAP aborda lacunas relacionadas aos termos contratuais de infraestrutura de segurança cibernética relacionados a certas partes de seus produtos em nuvem”.

O comunicado diz que “a SAP SE (NYSE: SAP) analisa e otimiza continuamente sua infraestrutura de segurança cibernética. A empresa identificou que alguns de seus produtos na nuvem não atendem atualmente a um ou vários padrões de segurança de TI acordados em contrato ou estatutários. Especificamente, os produtos afetados estão limitados aos produtos da entidade adquirida, SAP Success Factors, SAP Concur, SAP / CallidusCloud Commissions, SAP / Callidus Cloud CPQ; bem como SAP C4C / Sales Cloud, SAP Cloud Platform e SAP Analytics Cloud”. Em outras palavras, a empresa está reconhecendo que há produtos cuja segurança ainda não atende as condições contratadas com os clientes.

No documento, a companhia informa que “essas descobertas não foram identificadas em resposta a um incidente de segurança. À medida em que a SAP continua sua revisão, não acredita que nenhum dado do cliente tenha sido comprometido como resultado desses problemas. Em um esforço para garantir que os produtos afetados atendam aos termos e condições relevantes, além da correção técnica, a SAP decidiu atualizar seus termos e condições relacionados à segurança. Estes permanecem alinhados com os pares do mercado”.

Além disso, a SAP diz que “iniciou a correção das áreas identificadas de deficiências em relação aos padrões estatutários ou contratualmente acordados e prosseguirá com rapidez. A correção será concluída em grande parte no segundo trimestre de 2020. Espera-se que as despesas relacionadas à correção sejam cobertas dentro das perspectivas financeiras atuais da SAP para 2020.”

“O conselho executivo da SAP SE decidiu hoje que a SAP informará e dará suporte aos clientes afetados individualmente – aproximadamente 9% dos 440.000 clientes da SAP”. Não está claro no documento que tipo de suporte precisarão os 39.600 clientes qos quais o documento se refere.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest