Sam Altman retorna à OpenAI como CEO dias após ser demitido

Empresa chegou a um acordo de princípios para o executivo retornar como CEO e com um novo conselho de administração
Da Redação
23/11/2023

Sam Altman está de volta à OpenAI, fabricante do ChatGPT, após ser demitido no fim da semana passada, medida que surpreendeu a comunidade de tecnologia e gerou conflito interno na empresa e uma crescente pressão externa dos investidores da startup.

A OpenAI, com sede em São Francisco, na Califórnia, disse em um comunicado na noite de terça-feira, 21 que “chegamos a um acordo de princípio para Sam Altman retornar à OpenAI como CEO com um novo conselho inicial”.

O novo conselho de administração, que substitui o que havia demitido Altman na sexta-feira, 17, será liderado pelo ex-coCEO da Salesforce Bret Taylor, que também presidiu o conselho do Twitter (atual X) antes de sua aquisição por Elon Musk no ano passado. Os outros membros serão o ex-secretário do Tesouro dos EUA Larry Summers e o CEO da Quora, Adam D’Angelo.

O conselho de administração anterior da OpenAI, que incluía D’Angelo, se recusou a dar explicações sobre os motivo que teriam levado à demissão de Altman. O estopim para o desligamento do executivo, segundo rumores no mercado, seriam as diferenças entre Altman — que se tornou o rosto da IA generativa desde a chegada do ChatGPT ao mercado há um ano — e membros do conselho da empresa que expressaram profundas reservas sobre os riscos de segurança representados pela IA à medida que ela se torna mais avançada.

Veja isso
Microsoft contrata Sam Altman após ser demitido da OpenAI
Popularização da IA generativa acelera planos de regulamentação

A Microsoft, que investiu bilhões de dólares na OpenAI e tem direitos sobre sua tecnologia atual, rapidamente se moveu para contratar Altman na segunda-feira, 20, bem como outro cofundador e ex-presidente, Greg Brockman, que pediu demissão em protesto após a remoção de Altman. Isso encorajou todos os 770 funcionários da startup a assinarem uma carta pedindo a renúncia do conselho e o retorno de Altman.

Cofundada por Altman como uma organização sem fins lucrativos com a missão de construir com segurança a chamada inteligência artificial geral que supera os humanos e beneficia a humanidade, a OpenAI mais tarde se tornou uma empresa com fins lucrativos, mas ainda administrada por seu conselho de administração sem fins lucrativos. Ainda não está claro se a estrutura do conselho mudará com seus membros recém-nomeados. Com agências de notícias internacionais.

Compartilhar:

Últimas Notícias