ONU.jpg

Rússia e EUA propõem na ONU proteção cibernética

Os representantes dos dois países na ONU enviaram uma proposta de resolução sobre segurança cibernética ao Comitê da Assembleia Geral
Da Redação
19/10/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Os representantes da Rússia e dos Estados Unidos apresentaram ontem um projeto de resolução sobre o comportamento responsável dos países no campo das tecnologias de informação e comunicação para serem apreciadas pelo primeiro comitê da Assembleia Geral da ONU. A informação foi dada à agência de notícias russa TASS pelo representante adjunto da Rússia em Genebra, Andrei Belousov. O funcionário destacou que garantir a segurança da informação internacional é o problema mais difícil nas negociações da ONU. Segundo ele, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia informa que há “progresso lento” no diálogo com os Estados Unidos sobre segurança cibernética.

Veja isso
Conferência contra ransomware sem Rússia e China
União Europeia denuncia ataques com origem na Rússia

“Tanto mais significativa foi a adoção este ano por consenso dos relatórios finais do Grupo de Trabalho Aberto da ONU e do Grupo de Especialistas Governamentais, apesar das diferenças nas posições dos Estados”, disse o diplomata. Ele pediu apoio para a resolução.

Em junho, os presidentes da Rússia e dos Estados Unidos, Vladimir Putin e Joe Biden, em reunião em Genebra, concordaram em instruir seus representantes para definir quais alvos não deveriam estar sujeitos a ataques cibernéticos. Biden, em particular, disse que isso inclui instalações de infraestrutura crítica.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

ATENÇÃO: INCLUA [email protected] NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)