google cloud

Rede de hotéis adota Chrome OS para fugir de ransomware

Rede Nordic Choice Hotels, com sede na Noruega, tem 212 hotéis nos países nórdicos e bálticos e sofreu um ataque em 2 de dezembro
Da Redação
13/01/2022
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A rede Nordic Choice Hotels, um dos maiores grupos hoteleiros da região nórdica, com mais de 212 hotéis e 17.000 funcionários nos países nórdicos e bálticos, anunciou no dia 10 ter superado o ataque de ransomware que sofreu um mês antes, em 2 de dezembro, não reinstalando duas máquinas Windows mas migrando todas para o sistema operacional Chrome OS do Google.

O ataque foi feito pelos operadores do grupo Conti, inutilizando todos os computadores da empresa. Mas com os hóspedes hospedados e chegando aos hotéis, a empresa precisava de uma abordagem ágil e em menos de 24 horas, o primeiro hotel estava operando no ecossistema Chrome OS do Google. Nos dois dias seguintes, 2.000 computadores foram convertidos em toda a empresa.

Veja isso
Hotéis Meliá atacadados por ransomware na Espanha
Rede hoteleira do Brasil sob pesada campanha de phishing

“Já tínhamos um projeto piloto em andamento, iniciado por um de nossos colegas de trabalho, que apresentou a proposta de converter nossos PCs Windows existentes em CloudReady, a versão genérica do Chrome OS. Queríamos atualizar uma grande parte do nosso parque de computadores, mas ao convertê-los poderíamos economizar custos e emissões de gases de efeito estufa, além de aumentar o nível de segurança na empresa. Então, quando de repente tivemos que lidar com o ataque cibernético, a decisão de acelerar o projeto foi tomada em segundos”, diz Kari Anna Fiskvik, vice-presidente de tecnologia da Nordic Choice Hotels.

A decisão fez com que a empresa hoteleira se recuperasse muito mais rápido do que o normal após um ataque cibernético. Se cada computador tivesse que ser verificado e limpo com software antivírus, reinstalado com o sistema operacional original e com todas as linhas de dados para os hotéis desativadas para evitar mais infecções, a recuperação levaria semanas em vez de dias. Além disso, tanto as horas quanto os esforços da equipe foram reduzidos massivamente e o impacto dos hóspedes o mais baixo possível.

– Simplificando, limpamos todos os computadores e instalamos o CloudReady do Google. Tanto quando o projeto começou na primavera passada, mas especialmente durante o ataque cibernético, recebemos uma enorme ajuda do Google e de seu parceiro norueguês Devoteam, garantindo que pudéssemos fazer a mudança o mais rápido possível com facilidade e eficiência e colocar nossos hotéis on-line novamente quando foram atacados, diz Fiskvik.

Ao alterar o software em vez de hardware, a Nordic Choice Hotels economizará mais de 60 milhões de coroas e pelo menos 1.750 toneladas de emissões de CO2, sem incluir um consumo estimado de eletricidade 25% menor de computadores. Ao todo, serão convertidos cerca de 4 mil computadores e, além de economizar as emissões de gases climáticos do planeta ao produzir e transportar novos hardwares, a empresa também evita 4 toneladas de lixo eletrônico. Estima-se que os computadores tenham uma vida útil estendida de cerca de 60% a partir da conversão.

– Este é o projeto perfeito. Também facilitará o dia de trabalho de nossos funcionários quando eles não precisarem gastar seu tempo e frustração em computadores desatualizados. A empresa já está trabalhando com computação em nuvem, por isso foi uma decisão fácil de tomar quando soubemos o quanto economizaríamos financeiramente e em emissões de gases de efeito estufa cooperando com o Google na conversão – diz Torgeir Silseth, CEO da Nordic Choice Hotels.

Com informações da assessoria de imprensa

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

ATENÇÃO: INCLUA [email protected] NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)