Ransomware atinge IAI, top fornecedor de defesa de Israel

Empresa fabrica produtos para uso em inteligência, vigilância, localização de alvos e reconhecimento, alerta precoce e controle, segurança interna
Da Redação
21/12/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O grupo hacker iraniano Pay2Key anunciou ontem em seu site na dark web ter conseguido se infiltrar em servidores pertencentes à Israel Aerospace Industries (IAI). A empresa é o maior fabricante aeroespacial e de aviação de Israel e um dos mais importantes fornecedores de sistemas para a defesa do país. Eles parecem ter obtido acesso, na verdade, a servidores da ELTA, que fabrica produtos para uso em inteligência, vigilância, localização de alvos e reconhecimento, alerta precoce e controle, segurança interna, autoproteção e autodefesa, controle de fogo e defesa cibernética.

Veja isso
Empresa de IA da Intel invadida e congelada por ransomware
O contra-ataque israelense ao Irã e o novo paradigma da guerra cibernética

Como prova, os cibercriminosos postaram em seu site na dark web um arquivo de texto com 9,8MB contendo dados de 9.525 usuários da rede da ELTA. Entre os nomes está o de Camila Edry, chefe de desenvolvimento de projetos cibernéticos da empresa. “A IAI pode pensar que tem a rede mais protegida, mas isso precisa ser comprovado”, escreveram os hackers. No final da semana passada, os hackers tuitaram uma pesquisa perguntando a seus seguidores qual organização israelense era provavelmente a mais segura em termos de defesa cibernética: o Ministério da Saúde de Israel, o Ministério dos Transportes ou a IAI. Na noite de domingo, os hackers postaram um tweet afirmando que era a IAI.

O grupo também afirmou que a “parte mais interessante” dos servidores da Elta System estaria nos arquivos da empresa – que incluem vários projetos classificados, vídeos e pesquisas. “Eu tenho posse deles? Quem sabe”, escreveram os hackers.

O grupo, segundo a mídia israelense, já atingiu mais de 80 empresas no país. O Pay2key foi descoberto em novembro e cobra resgate nos ataques. No entanto, especialistas atribuem a ele também motivações ideológicas: o grupo estaria vinculado ao Irã, já que o dinheiro do resgate cobrado em bitcoins foi rastreado até uma exchange online no Irã.

Quem é a IAI

A Israel Aerospace Industries (IAI) é o maior fabricante aeroespacial e de aviação de Israel. Poderia ser comparada, em algum grau, com a Embraer. Produz sistemas aéreos e aeroespaciais tanto para uso militar quanto para uso civil. A empresa tem cerca de 15.000 e seu capital é 100% do governo de Israel. A empresa projeta, desenvolve, produz e dá manutenção a aeronaves civis, drones, aviões de combate, mísseis, aviônica e sistemas que estão no espaço.

Embora o foco principal da IAI seja engenharia, aviação e eletrônica de alta tecnologia, ela também fabrica sistemas militares para forças terrestres e navais. Muitos desses produtos são especialmente adequados para as necessidades das Forças de Defesa de Israel (IDF), enquanto outros também são comercializados para forças militares estrangeiras.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório