Ransomware ataca empresa e paralisa 40% das escolas na Itália

Problema foi descoberto no sábado dia 3; plataforma Axios faz o registro eletrônico de um grande número de escolas italianas
Da Redação
08/04/2021

As escolas italianas deveriam ter retomado ontem as atividades presenciais mas cerca de 40% delas tiveram de mandar os alunos voltarem para casa porque não tinham como registrar suas atividades. A causa foi um ataque de ransomware na Axios Italia , empresa que faz o processamento do registro eletrónico para boa parte das escolas do país. Os problemas da Axios começaram no última sexta-feira, 2 de abril; no dia seguinte a empresa informou que foi vítima do que, a princípio, foi classificado como “avaria técnica”.

Os comunicados de imprensa da empresa publicados em seu site informam no entanto que o “mau funcionamento” foi na verdade um ataque de ransomware que bloqueou todos os sistemas nas escolas que usam o registro digital da Axios. A empresa afirmou que até amanhã, dia 9 de abril, todos os sistemas devem estar restaurados.

Veja isso
Crescem 350% ataques a educação no primeiro semestre de 2020
Segurança vira matéria nas escolas australianas

O registro não é obrigatório, mas já é utilizado por mais de 70% das escolas. Ele contém as presenças e faltas dos alunos, as suas avaliações, atribuição de tarefas e a disponibilização de diversos recursos educativos, incluindo multimídia e comunicações para alunos e famílias. Na retomada, a sugestão da Axios é alterar todas as senhas: não só aquelas usadas para acessar o cadastro eletrônico, mas também as de outros serviços online. Já em abril do ano passado ocorreu um problema semelhante para a Axios, embora aparentemente ligado a ataques DDoS.

O software gerenciado pela Axios é apenas um dos existentes no mercado italiano e escolas que usam os outros não foram atingidas por enquanto. Stefano Rocchi, diretor da Axios, explicou que o ataque ocorreu última sexta-feira, por um ransomware colocado em circulação recentemente e, portanto, ainda desconhecido para os sistemas de segurança da empresa. “Não houve perda de dados, nem saiu nada de nossos arquivos. Infelizmente, a infraestrutura caiu e estamos trabalhando nisso desde a manhã de sábado”, explicou. A Axios pretende formalizar uma denúncia à Polícia Postal e analisar, com os relatórios do seu provedor de rede, os detalhes do ataque.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Últimas Notícias