Rackspace enfrenta altos custos após ataque de ransomware

Da Redação
31/08/2023

Oito meses após ter sofrido um ataque cibernético de grandes proporções, a Rackspace Technology, empresa de serviços de hospedagem em nuvem, já gastou mais de US$ 10 milhões na remediação para reparar os danos causados pela gangue de ransomware Play, bem como em taxas legais pelo vazamento de dados.

O ataque, ocorrido em dezembro do ano passado, interrompeu o serviço de e-mail de milhares de clientes da empresa de serviços gerenciados de hospedagem em nuvem, que são, em sua maioria, empresas de pequeno e médio porte. O ataque de ransomware veio na forma de uma exploração de dia zero contra uma vulnerabilidade de falsificação de solicitação do lado do servidor de e-mails Microsoft Exchange nas mãos do grupo de ransomware Play. A vulnerabilidade — identificada como CVE-2022-41080 — foi corrigida pela Microsoft um mês antes do ataque.

Veja isso
Rackspace diz que hackers acessaram dados de clientes
Ransomware Cuba hackeia servidores Exchange

Num documento apresentado nos EUA, a empresa observou como as despesas vão em grande parte para “custos de investigação e remediação, serviços jurídicos e outros serviços profissionais, e recursos de pessoal suplementares que foram mobilizados para fornecer apoio aos clientes”.

Além desses custos, a Rackspace foi citada em vários processos judiciais devido ao ataque de ransomware, muitos dos quais buscam compensação monetária, entre outras coisas.A Rackspace espera que uma parte significativa dos custos seja reembolsada pelas companhias de seguros cibernéticos. Não foi informado se pagou ou não o pedido de resgate inicial.

Compartilhar: