PSafe passa a oferecer a clientes seguro contra ransomware

Seguro será disponibilizado sem custo extra para todas as empresas com mais de 300 dispositivos protegidos mensalmente pelo dfndr enterprise
Da Redação
06/07/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A PSafe, unidade de cibersegurança do grupo CyberLabs, firmou parceria com a seguradora AIG, uma das maiores companhias também no segmento de seguros cibernéticos, para oferecer a empresas que assinam o serviço dfndr enterprise, solução da PSafe de combate ao vazamento de dados, um seguro contra ransomware.

O seguro, desenvolvido pela AIG especialmente para clientes da PSafe, será disponibilizado sem custo extra para todas as empresas com mais de 300 dispositivos protegidos mensalmente pelo dfndr enterprise. Os beneficiários que tenham sido vítimas de infecção por ransomware, em um dispositivo com a proteção ativa do dfndr enterprise, terão direito a cobertura de até R$ 1 milhão por empresa, por incidente, de acordo com os termos e condições da apólice. 

Uma pesquisa, realizada pela Cybersecurity Ventures, estima perdas em torno de US$ 20 bilhões neste ano — o equivalente a mais de R$ 100 bilhões —, resultado de um ataque a cada 11 segundos no mundo. O modelo de trabalho remoto abre ainda mais espaço para os crimes, à medida que boa parte dos trabalhadores deixa de aplicar medidas básicas de cibersegurança e passa a acessar os sistemas empresariais a partir de uma rede doméstica, em geral mais suscetível a invasões. 

“Antes, as empresas tinham que lidar com a cibersegurança de um escritório apenas, e da noite para o dia, com o trabalho home office, foi como se precisassem administrar 100, 200 escritórios simultaneamente. É humanamente impossível garantir a privacidade de seus dados em tantos espaços sem uma solução de segurança”, pondera Marco DeMello, CEO da PSafe e presidente do Grupo CyberLabs. 

Veja isso
Seguro cyber: preços maiores, cobertura menor
Prêmio de seguro cibernético subiu até 30%

DeMello pontua que, se até instituições tão bem estruturadas são vítimas, as pequenas empresas tornam-se alvos ainda mais atraentes para os criminosos — e com consequências drásticas para os negócios. “Se for vítima de uma infecção por ransomware, a empresa perde não somente o acesso a seus dados e fica impedida de exercer suas atividades, ela perde também com a mancha na reputação diante de seus clientes e parceiros comerciais. Sem mencionar os custos necessários para uma perícia sobre a ação, recuperação de sistemas, assessoria jurídica, etc.”

A PSafe oferece o Seguro de Riscos Cibernéticos AIG sem custo extra para usuários com mais de 300 dispositivos (computadores, celulares, etc.) protegidos pelo dfndr enterprise. Às demais empresas assinantes do serviço com menos de 300 dispositivos protegidos é oferecido 20% de desconto para a contratação do seguro.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest