banner senha segura
senhasegura

Endemol Shine, a produtora do Big Brother, sofre ataque de ransomware

A empresa admite que houve roubo de dados de funcionários em atividade e já inativos, assim como dados confidenciais e financeiros
Paulo Brito
27/11/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A empresa EndemolShine, sediada no Reino Unido, foi atingida por um ataque de ransomware que congelou seus sistemas. Em 22 países (inclusive no Brasil), a empresa produz programas de TV como Big Brother, MasterChef, Survivor, The Kardashians, Wife Swap, Extreme Makeover, Black Mirror, Peaky Blinders, Versailles, Simon’s Cat e Mr. Bean.

A invasão ocorre no momento em que a controladora, a empresa francesa Banijay, está trabalhando para integrar as equipes da Endemol Shine em 200 unidades de negócios em 22 países – a Endemol Shinme foi comprada pela Banijay este ano por um valor estimado em € 2,2 bilhões.

Veja isso
Dona do Financial Times perde US$ 29M em golpe via email
Hackers lançam site do DoppelPaymer para vazar dados de vítimas

A informação sobre o ataque apareceu ontem no site de leaks do Dopple Paymer na dark web, ao mesmo tempo em que a Banijay fazia um comunicado oficial no seu site global. A empresa admite que houve roubo de dados pessoais de funcionários em atividade e já inativos, assim como dados confidenciais e financeiros. A CEO Cathy Payne declarou aos funcionários que “infelizmente confirmamos agora que os atacantes estão de posse de alguns de nossos dados, conforme vazamento feito online.”

O CISO Advisor teve acesso ao vazamento ao qual ela se refere: é uma apresentação em powerpoint intitulada “disney deck.pptx”, com o tamanho de 30881Kb, que os operadores do Dopple Paymer publicaram em seu site de vazamentos com o número 190212. O arquivo pode ser baixado mas ainda está protegido por senha. relatively mundane information. Cathy Payne disse que esse documento não contém informações sensíveis, mas que a empresa “não pode descartar a possibilidade de que mais dados e documentos estejam com os resnsáveis pelo ciberataque”.

Esse e outros documentos certamente serão despejados sem senha na dark web caso a Endemol Shine não pague o resgate pedido pelos cibercriminosos. O valor do resgate não foi informado nem pelos operadores nem pela Endemol Shine.

Em entrevista na semana passada, o CEO da Banijay, Marco Bassetti, disse que a aquisição da Endemol Shine faz ainda mais sentido agora do que há 12 meses e que estão sendo investidos € 25 milhões (US$ 30 milhões) no negócio nos próximos meses.

Este é o comunicado da Banijay:

A Banijay está atualmente gerenciando um incidente cibernético envolvendo as redes pré-existentes do Endemol Shine Group e Endemol Shine International.

A empresa tem motivos para acreditar que certos dados pessoais de ex-funcionários e atuais podem ter sido comprometidos, bem como informações comercialmente confidenciais.

O grupo global está investigando a situação com especialistas independentes e já relatou o problema às autoridades na Holanda e no Reino Unido – os territórios afetados pelo incidente. Continuamos a tomar as medidas adequadas e permanecemos comprometidos com a proteção de nossos funcionários, antigos e atuais; portanto, se identificarmos qualquer caso de coleta ou uso indevido de dados, entraremos em contato diretamente com os indivíduos afetados.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório