Produtora de tanques de guerra atingida com DDoS

Paulo Brito
06/06/2024

Hackers russos assumiram a responsabilidade por um ataque cibernético contra a empresa de defesa espanhola Santa Barbara Systems, subsidiária da empresa de defesa norte-americana General Dynamics. A empresa espanhola faz atualmente a reforma de tanques Leopard para entrega à Ucrânia, segundo informou ontem a agência de notícias Reuters. São tanques supostamente desativados pelas forças armadas da Espanha.

Veja isso
Ciberataques crescem com expansão da guerra Israel-Hamas
União Europeia formaliza apoio à cibersegurança da Ucrânia

Um porta-voz da General Dynamics confirmou que a unidade espanhola foi alvo de uma tentativa de ataque cibernético “que foi detectada imediatamente e não comprometeu nenhum dos sistemas da empresa”. A empresa decidiu desconectar temporariamente seu site até que uma investigação em andamento fosse concluída. “Os dados confidenciais da empresa permanecem bem protegidos”, disse o porta-voz.

O grupo de hackers NoName, da Rússia, assumiu a responsabilidade pelo ataque cibernético: em uma postagem no Telegram, o NoName disse: “Enviamos nossos mísseis DDoS (negação de serviço distribuída) contra sites na Espanha russofóbica”. A Santa Bárbara monta veículos pesados, como tanques Leopard, e equipamentos de artilharia, para o exército espanhol.

Alguns dias atrás, o Instituto Nacional de Cibersegurança da Espanha alertou a empresa sobre a possibilidade de tais ataques, disse o porta-voz da General Dynamics em Madrid. A Espanha prometeu, na semana passada, cerca de 1 bilhão de euros (R$ 5,77 bilhões) em apoio militar à Ucrânia este ano, e segundo a imprensa local isso inclui 19 tanques Leopard 2A4.


Compartilhar: