Presos suspeitos de DDoS contra provedores de acesso

Policiais civis do Maranhão e Rio Grande do Sul prenderam suspeitos em Imperatriz (MA) e Bagé (RS)
Da Redação
07/11/2022

Um homem foi preso em Imperatriz, Maranhão, e outro em Bagé, Rio Grande do Sul, por suspeita de ataque DDoS contra uma empresa de telecomunicações de Uruguaiana. O mandado é pela suspeita de que os homens faziam extorsão contra a empresa ameaçando suas operações com os ataques. As prisões ocorreram no sábado dia 5 de Novembro de 2022 durante a operação batizada de “Bug Data”, realizada pela Polícia Civil do Maranhão em um trabalho conjunto com a Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias Rio Grande do Sul. Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão. As suspeitas são dos crimes de extorsão, invasão de dispositivo informático, interrupção e perturbação de serviço informático e telemático e associação criminosa.

Segundo o Departamento de Combate aos Crimes Tecnológicos (DCCT/SEIC) da Polícia Civil do Maranhão, as investigações começaram com da notícia de que um provedor de internet na cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, havia sido atacado com DDoS.

Veja isso
DDoS contra servidor de game atingiu 2,5 Tbps
Ataques de negação de serviço cresceram 180% em 2019

Na primeira fase da operação, em setembro de 2022, um homem foi preso na cidade gaúcha de Rio Grande e naquela data foram apreendidos diversos elementos de prova que culminaram com a decretação da prisão preventiva dos suspeitos detidos no último sábado. As autoridades policiais acreditam que o grupo criminoso esteja por trás de mais de dez ataques a provedores de internet no Estado do Rio Grande do Sul, podendo, inclusive ter atacado empresas em outros estados da federação.

Além da prisões dos dois homens, de 20 e 24 anos de idade, foram apreendidos diversos telefones celulares e equipamentos de informática, que foram analisados nos próprios locais de cumprimento das diligências pelo Instituto Geral de Perícias.

Compartilhar:

Últimas Notícias