Preso na Espanha suspeito de ataque ao MGM

Da Redação
17/06/2024

A polícia espanhola prendeu um cidadão britânico de 22 anos pela acusação de ser o líder do grupo cibercriminoso Scattered Spider. Ele foi preso como parte de uma investigação em andamento do FBI dos EUA. O perfil de Twitter Vx-underground afirma que o suspeito possivelmente opera com clonagem de chips (SIM swap) – que “se acredita ser um componente-chave do ataque de ransomware à rede hoteleira MGM e que está associado a vários outros grandes ataques de ransomware realizados pelo Scattered Spider”.

Veja isso
Hack à Orange Espanha inunda a dark web de credenciais
MGM entra com processo para tentar barrar investigação da FTC 

Segundo nota da polícia, ele conseguiu obter o controle de 391 bitcoins, no valor de mais de 27 milhões de dólares. Seu “modus operandi” consistia em obter, através de técnicas de phishing contra indivíduos, as credenciais de acesso a empresas para obter informações sensíveis ou às carteiras de criptomoedas das vítimas. O homem foi detido no aeroporto de Palma, quando se preparava para deixar o país num voo com destino a Nápoles, na Itália.

A investigação – que tem sido conduzida pela Unidade Central de Cibercriminalidade com a colaboração de agentes da Sede Superior das Ilhas Baleares – começou no final de Maio deste ano, quando o Gabinete do FBI em Los Angeles, através da sua agência na Espanha, solicitou informações ao Departamento Nacional de Polícia sobre um cidadão de nacionalidade britânica que suspeitavam poder estar no país.

Compartilhar: