company-186980_1280.jpg

Portal reúne dados sobre ciberataques realizados em plantas industriais

O repositório concentra dados globais de incidentes em tecnologia de automação realizados há 4 décadas
Da Redação
15/10/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A TI Safe, empresa brasileira de segurança de infraestruturas críticas, criou o Incident Hub, portal que centraliza os dados sobre incidentes em ambientes industriais. A curadoria é realizada pela equipe de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da empresa.

Os dados, que começaram a ser registrados em 1982, incluem ano do incidente, descrição, país e tipo de indústria atacada. Além de dados coletados pela TI Safe, que não estão em nenhuma base oficial, o repositório também concentra informações que estavam dispersas nas plataformas RISI, atualizada pela última vez em 2015, e a do CIRWA, que foi aberta no mês passado por pesquisadores da Temple University, dos EUA — neste caso reportam somente ataques de ransomware sobre infraestrutura crítica.

Veja isso
Febraban investe R$ 6 milhões em laboratório de segurança cibernética
Laboratório de IoT é inaugurado pela CI&T

Segundo Marcelo Branquinho, CEO da TI Safe, o objetivo do Incident Hub é disponibilizar informações confiáveis sobre ataques cibernéticos em infraestruturas críticas. “Os textos originais em inglês foram mantidos em seu formato original de forma a evitar a perda de detalhes sobre os incidentes. Os dados são coletados e padronizados, sendo apresentados em estrutura de planilha, com quatro colunas para listagem, ordem e pesquisa. As colunas são (além de ID) ano do incidente (o primeiro deles em 1982), descrição, país e tipo de indústria atacada”, explica.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest