Portal já ajudou mais de 10 milhões vítimas de ransomware

Da Redação
28/07/2022

O projeto No More Ransom comemorou seu sexto aniversário nesta quinta-feira, 28, depois de ajudar milhões de vítimas de ransomware a recuperar seus arquivos gratuitamente. Lançado em julho de 2016, o No More Ransom é um portal online fruto e uma parceria público-privada (PPP) criada por policiais da Europol e Polícia Nacional Holandesa e as empresas de segurança Kaspersky e McAffee.

Hoje, o projeto No More Ransom inclui 188 parceiros em todo o mundo. Embora inicialmente fornecesse apenas quatro decodificadores de ransomware, o portal cresceu e agora hospeda mais de 100 ferramentas de descriptografia gratuitas para dezenas de famílias de ransomware.

“Seis anos depois [de sua criação], o No More Ransom oferece 136 ferramentas gratuitas para 165 variantes de ransomware, incluindo Gandcrab, REvil/Sodinokibi, Maze/Egregor/Sekhmet e muito mais”, disse a Europol na terça-feira, 26.

Segundo o consórcio, durante os seis anos desde o seu lançamento, o portal forneceu desencriptadores gratuitos a mais de 10 milhões de pessoas para recuperar seus arquivos sem pagar aos cibercriminosos. Como a Europol revelou no ano passado, quando o No More Ransom comemorou seu quinto aniversário, “ele já havia impedido que criminosos ganhassem mais de € 1 bilhão por meio de ataques de ransomware”.

O objetivo do No More Ransom é ajudar as vítimas de ransomware a recuperar seus arquivos criptografados, aumentar a conscientização sobre a ameaça de ataques de ransomware e fornecer às vítimas links fáceis de seguir para relatar ataques.

Veja isso
Projeto economiza quase € 1 bi em pagamento de ransomware
Hacker derrubou internet da Coreia do Norte agindo sozinho

A ferramenta Crypto Sheriff do No More Ransom ajuda as vítimas a encontrar um decodificador gratuito fazendo o upload de dois arquivos criptografados e a nota de ransomware, que tentará combiná-los com uma lista de ferramentas disponíveis. Se encontrar uma correspondência, ele compartilha um decodificador de ransomware adequado para seus arquivos criptografados, com instruções detalhadas sobre como desbloqueá-los. Se nenhum decodificador for encontrado, a vítima é aconselhada a verificar novamente se há uma correspondência no futuro, pois novas ferramentas de desbloqueio são adicionadas regularmente.

A Europol também disponibiliza um vídeo sobre como utilizar a ferramenta Crypto Sheriff para recuperar os seus ficheiros sem pagar resgate. As vítimas de ransomware são aconselhadas a nunca pagar resgates porque isso inadvertidamente financia ataques futuros e a adotar medidas para prevenir e diminuir o impacto dos ataques, tais como fazer backup regularmente dos dados armazenados em dispositivos eletrônicos, certificar-se de que o software de segurança e sistema operacional estejam atualizados, usar autenticação de dois fatores (2FA) para proteger as contas de usuário, entre outras práticas.

Compartilhar: