alexandre bonatti

Por que o cibercrime está crescendo no Brasil e na América Latina

Na região, o setor privado adquire soluções de cibersegurança, mas governos e infraestrutura crítica precisam andar mais depressa
Paulo Brito
24/09/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O incidente cibernético que parou as operações do banco chileno BancoEstado, o terceiro maior do país e único controlado pelo governo, chamou a atenção do mundo para o crescimento do cibercrime na América latina. A convite do CISO Advisor, o diretor de engenharia da Fortinet Brasil, Alexandre Bonatti, traçou um panorama das características que dominam a cibersegurança das empresas, governos e infraestrutura crítica latinoamericanos.

O cenário é de um conjunto de países onde o setor privado conhece e adquire soluções de cibersegurança, mas onde os governos e a infraestrutura crítica precisam andar mais depressa porque já perderam o passo.

Ouça a entrevista

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest