Por que PMEs e consumidores caem nos golpes de Covid19

Paulo Brito
24/04/2020

Pesquisa publicada pela IBM Security mostra que esse público nem sempre entende bem o que dizem as autoridades e nem sempre escolhe fontes de informação confiáveis

A confiança que os consumidores e os pequenos empresários têm nas comunicações por e-Mail é uma dos principais motivos que os leva a cair em golpes apoiados em temáticas atuais – principalmente a da pandemia do Covid-19. Essa constatação aparece numa pesquisa que a IBM e a Morning Consult aacabam de divulgar sobre o assunto. Em outras palavras, as expectativas e as atitudes dos consumidores e de pequenos empresários em relação às comunicações do governo é podem torná-los mais vulneráveis ao cibercrime relacionado a temas do coronavírus.

A pesquisa entrevistou 2.333 pequenos empresários e membros da população em geral no início de abril. O “Estudo de conscientização COVID-19 para consumidores e pequenas empresas de 2020” revela que muitas pessoas não compreendem a maneira pela qual os funcionários do governo se comunicam com o público, bem como os recursos disponíveis para essa comunicação.

Muita gente sabe que o cibercrime está explorando o medo das pessoas relacionado ao Covid-19 desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia em 11 de março. A IBM X-Force registrou desde então um aumento superior a 6.000% no spam relacionado ao tema, contendo iscas de phishing, tentando fazer o destinatário acreditar que se trata de uma mensagem da Small Business Administration dos Estados Unidos, da OMS e de bancos oferecendo fundos de ajuda.

Veja isso
Cortes de investimento na Covid-19: cyber fica por último
Empresa que pesquisa Covid-19 sofre ataque de ransomware

Embora o IRS (a Receita Federal dos EUA) sempre avise que nunca enviará e-mails às pessoas cobrando impostos, 35% dos entrevistados disseram que é assim que esperam receber as comunicações do órgão. Um terço espera o mesmo para as comunicações da OMS. No geral, 46% esperam que as informações oficiais relacionadas ao Covid-19 cheguem por email. Mais da metade (57%) dos proprietários de pequenas empresas também espera que as informações oficiais relacionadas a vírus cheguem por email.

Agora que os ‘cheques de estímulo’ (ajuda federal durante a Covid-19) começaram a ser distribuídos, essa expressão se tornou um sucesso entre os criminosos. Mais de metade (52%) dos entrevistados disseram que iriam clicar em links ou abrir anexos relacionados a sua inscrição no cadastro desse benefício. O número é maior entre os milhões de pessoas agora desempregadas: quase dois terços (64%) dos adultos que perderam seus empregos recentemente teriam maior probabilidade de se envolver com um e-mail relacionado ao ‘stimulus check’. O IBM X-Force identificou várias campanhas de spam oferecendo alívio financeiro por meio desse tipo de pagamento, e também com supostas notificações de transferências de dinheiro.

Para fazer download da presentação oficial da pesquisa da IBM avance para a página ‘2’

Compartilhar: