Golpes na Black Friday aumentaram, indica pesquisa

Entre 60 mil anúncios falsos localizados na web, 10 mil eram relacionados a ofertas para a Black Friday segundo pesquisa da empresa ZeroFOX

Os golpes relacionados à Black Friday (e à Cyber ​​Monday) não são novidade – mas os pesquisadores de segurança notaram que neste ano houve um aumento, utilizando métodos mais sofisticados para atrair os usuários a entregar seus dados de pagamento. Ainda assim, os métodos tradicionais continuam em pleno uso. O CEO da PSafe, Emílio Simoni, informou pelo Twitter que na semana da Black Friday foi registrada a criação de mais de 500 perfis falsos utilizados para propaganda incentivada de uma página falsa. Nesse caso a página era copiada das Lojas Americanas

Na terça-feira da semana passada, uma pesquisa publicada pela empresa ZeroFOX apontou algumas das ameaças que os invasores estão usando para explorar a mania de compras da Black Friday, incluindo também golpes nas mídias sociais e golpes de representação de domínio.  Entre 60 mil anúncios falsos localizados na web, 10 mil eram relacionados a ofertas para a Black Friday. Esses golpes estão roubando credenciais ou dados de pagamento de compradores ou distribuindo malware em seus sistemas, disseram os pesquisadores. Agora estão sendo usados também truques para atingir o maior número possível de vítimas, incluindo a oferta exclusiva de ofertas por tempo limitado, ou dizendo às vítimas que precisam compartilhar ainda mais a oferta falsa nas mídias sociais para “desbloquear” outros negócios.

“A tendência é vermos a cada ano um aumento do número de golpes que visam os consumidores durante esses feriados”, disse Ashlee Benge, pesquisadora de ameaças da ZeroFOX, numa entrevista ao portal ThreatPost. “Achei interessante que, em particular, muitas das ofertas fossem mais sofisticadas do que eram nos anos anteriores…. eles estão usando mais essas palavras atraentes que incutem um senso de urgência nas vítimas em potencial. ”

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp