Pacific City Bank comunica ataque, mas não ransomware

Banco comunicou ter descoberto no dia 30 de agosto uma intrusão em sua rede e não confirmou nem negou o ataque de ransomware
Da Redação
11/10/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O Pacific City Bank, banco com sede em Los Angeles que atende principalmente a comunidade coreana da Califórnia, comunicou na semana passada aos seus clientes ter descoberto no dia 30 de agosto uma intrusão em sua rede. O banco enviou aos clientes um comunicado dizendo: “Estamos escrevendo para notificá-lo sobre um incidente de segurança cibernética que pode afetar a segurança de suas informações pessoais. Pedimos desculpas por qualquer preocupação que isso possa causar e asseguramos que estamos dando a este assunto nossa atenção urgente. Esta carta fornece informações sobre o incidente e sobre as medidas que estamos tomando para ajudá-lo a proteger suas informações pessoais”.

O comunicado do banco diz que em 30 de agosto de 2021 foi identificada “atividade incomum” em sua rede: “O PCB respondeu prontamente para desativar a atividade, investigar sua origem e monitorar a rede do PCB. Posteriormente, o PCB tomou conhecimento de alegações de que havia sido alvo de um ataque de ransomware”. O banco não confirma nem desmente a informação de que tenha sido vítima de ransomware.

Veja isso
Ataques pegam empresas de finanças no Brasil e EUA
RAT brasileiro já ataca mobile banking no exterior

Em 7 de setembro de 2021, o PCB determinou que um ator externo havia acessado e / ou adquirido ilegalmente alguns dados em sua rede: “O PCB tem trabalhado com investigadores forenses terceirizados para entender a natureza e o escopo do incidente e determinar quais informações podem ter sido acessadas e / ou adquiridas e quem pode ter sido afetado. A investigação revelou que este incidente afetou certos arquivos contendo certas informações de clientes PCB. Alguns desses arquivos continham documentos relacionados a pedidos de empréstimo, como declarações de impostos, informações do Formulário W-2 de seus funcionários e registros da folha de pagamento. Suas informações foram incluídas como parte da documentação de apoio do pedido de empréstimo do seu empregador”.

O banco informa aos clientes que as informações pessoais afetadas podem incluir nome, endereço, número do seguro social, salário e informações fiscais: “Observe que a natureza e extensão exatas das informações pessoais afetadas podem variar de indivíduo para indivíduo”, diz o comunicado do banco.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest