Ourmine invade Vevo e vaza 3.12TB de dados

Paulo Brito
16/09/2017
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
mensagem do ourmine
Clique para ampliar

A Vevo é um gigante da música. Tem um tráfego de 24 bilhões (com ‘b’ mesmo) de exibições dos seus vídeos mensalmente e sócios de peso: Universal, Sony, Warner, Abu Dhabi Media Alphabet (a empresa que é dona do Google). Foi também gigantesca a invasão e o vazamento de dados feitos na Vevo pelo grupo hacker Ourmine: 3,12 Terabytes. O que cabe em tanto espaço de armazenamento? Que tal seis anos de música sem repetir nenhuma? Que tal 65 dias passando filmes de longa metragem? É mais ou menos isso.

Ofensa ao Ourmine

Aconteceu quinta-feira dia 14, e no final do dia o grupo avisou um funcionário da Vevo. A troca de mensagens está na imagem ao lado. Diz o Ourmine: “Olá, aqui é o Ourmine, não se preocupe, nós acabamos de entrar em muitos documentos particulares, mas não vamos compartilhar”. Resposta do funcionário: “Vai se f(…), você não tem nada”.

site do Ourmine como vazamento
Clique para ampliar

Tinha sim: dossiês de uns 90 artistas, entre os quais Ariana Grande, Britney Spears, Jennifer Lopez, Justin Bieber, Madonna e U2; e mais uma infinidade de vídeos, um lote deo documentos intitulado “premieres”, informações de marketing, documentos internacionais de social-media e muitos outros arquivos internos. Os hackers removeram o material na sexta-feira, a pedido da Vevo, mas deixaram claro que a exposição foi causada pela grosseria do funcionário. O grupo é o mesmo que já sequestrou o DNS do WikiLeaks no mês passado, pouco depois de haver invadido a conta de Twitter da HBO. No ano passado emes pegaram a conta de Twitter de Mak Zuckerberg, o fundador do Facebook.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest