nvidia morpheus

NVIDIA eleva competição no mercado de segurança de data center

Plataforma Morpheus combina NVIDIA AI e BlueField DPUs para executar análises contínuas no tráfego de rede dos data centers
Da Redação
13/04/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Ao anunciar ontem o lançamento de sua DPU (data processing unit) BlueField 3, a NVIDIA anunciou ao mesmo tempo a plataforma Morpheus AI, segundo a empresa capaz de oferecer às equipes de segurança visibilidade completa das ameaças, “reunindo processamento de IA incomparável e monitoramento em tempo real em cada pacote no data center. Ele permite que as equipes respondam a anomalias e atualizem políticas imediatamente, à medida em que as ameaças são identificadas”. Embora essa dinâmica não seja nova, a empresa indica que essa receita de computação resolve o problema da visibilidade (veja o vídeo distribuído ontem).

Veja isso
DDoS adota o Plex media server como seu mais novo vetor
NVidia publica patches para falhas de alta gravidade

Grande parte do poder anunciado pela empresa está concentrado no BlueField 3, o novo processador de dados apresentado ontem. Jensen Huang, fundador e CEO da Nvidia, disse que “um novo tipo de processador, projetado para processar software de infraestrutura de data center, era necessário para descarregar e acelerar a tremenda carga de computação de virtualização, rede, armazenamento, segurança e outras nuvens – serviços nativos de IA”.

O Morpheus foi apresentado como um ambiente de cibersegurança baseado em nuvem, que usa aprendizado de máquina para detectar, capturar e responder a ameaças e anomalias que antes não eram identificáveis, incluindo vazamentos de dados confidenciais não criptografados, ataques de phishing e malware.

“Os modelos em zero trust exigem que rastreiemos todas as transações no data center em tempo real. Isso representa um sério desafio – a necessidade de reconhecer um comprometimento dentro do servidor, detectar ameaças imediatamente e fazer ações, nas taxas de transferência de dados dos centros de dados modernos”, explicou o fundador e CEO da NVIDIA, Jensen Huang.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório