banner senha segura
senhasegura
internet-of-things-4129218_1280.jpg

Número de dispositivos IoT infectados aumenta 100% em um ano

Estudo revela que os dispositivos de internet das coisas infectados já representam quase um terço (32,7%) do total
Da Redação
26/10/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O número de dispositivos IoT (internet das coisas) infectados em todo o mundo aumentou 100% no ano passado, de acordo com novos dados da Nokia. O “Relatório de Inteligência de Ameaças 2020” da fabricante de equipamentos de telecomunicações é compilado a partir de dados processados ​​por provedores de serviço usando sua ferramenta NetGuard Endpoint Security.

O estudo revela que os dispositivos IoT infectados já representam quase um terço (32,7%) do total, ante 16,2% no relatório de 2019. A Nokia diz que as taxas de infecção de dispositivos conectados dependem muito da visibilidade deles na internet.

“Em redes nas quais os dispositivos são rotineiramente atribuídos a endereços IP de internet voltados para o público, encontramos uma alta taxa de infecção de IoT. Em redes em que o NAT (Network Address Translation) é usado, a taxa de infecção é consideravelmente reduzida, porque os dispositivos vulneráveis ​​não são visíveis para varredura de rede”, diz o relatório.

“Com a introdução da 5G, espera-se que não apenas o número de dispositivos IoT aumente dramaticamente, mas também aumente a participação de dispositivos IoT acessíveis diretamente da internet”, acrescenta o documento.

Veja isso
ETSI cria padrão de segurança cibernética para dispositivos IoT
Botnet Mozi é responsável pela maioria dos ataques a redes IoT

A Nokia alerta que outros aspectos da 5G também apresentarão novos desafios de segurança importantes para as empresas de telecomunicações: especificamente o Network Function Virtualization (NFV) e o Software-Defined Networking (SDN).

“Para os CSPs (provedores de serviços de comunicações) é um grande desafio fornecer um ambiente NFV totalmente confiável e seguro. SDN carrega a ameaça dos aplicativos de controle, que podem causar estragos em grande escala, interagindo de forma errônea ou maliciosa com um controlador de rede central”, explica o relatório. “A infraestrutura de rede dos CSPs se torna mais acessível aos invasores, de modo que é cada vez mais visada ​​por pessoas mal-intencionados.”

Os assinantes dos serviços 5G também irão expandir a superfície de ataque potencial para criminosos cibernéticos, alerta a Nokia. Diante disso, a empresa salienta que a segurança deve ser incorporada às redes desde o início, abrangendo todos os componentes do ecossistema, mas gerenciada a partir de um ponto central de controle. “Orquestração e gerenciamento automatizados e controles de segurança preditivos também serão fundamentais”, diz a Nokia.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório