MS prepara o final do suporte para o Windows 10 de 32 Bits

Da Redação
13/05/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A Microsoft anunciou em sua documentação para o Windows 10 2004 que as futuras versões do sistema operacional fornecidas em regime OEM serão apenas de 64 bits

A partir do Windows 10 versão 2004, que agora está disponível para OEMs e desenvolvedores, a Microsoft não oferece mais uma versão de 32 bits do sistema operacional – bem entendido: não oferece mais em OEMs (para fabricantes). A alteração está registrada na documentação Requisitos mínimos de hardware para o novo Windows 10. A informação não indica que a Microsoft irá deixar de dar suporte ao Windows 10 na sua versão de 32 bits. Indica apenas que essa versão não será mais fornecida para que os fabricantes a instalem nos novos sistemas que enviarem ao mercado. Tanto as versões atualmente instaladas quanto aquelas que forem instaladas mesmo de hoje em diante continuarão a receber suporte normalmente.

A empresa sublinha esse fato – que ainda irá manter o suporte do sistema em 32 bits para sistemas mais antigos, ou que sejam atualizados pelos métodos ‘não convencionais’ dos fabricantes. Em todo o caso, faz pouco sentido ter atualmente um sistema de 32 bits instalado, tendo em conta que praticamente todos os sistemas construídos nas últimas décadas possuem suporte a 64 bits.

Microsoft se despede dos 32 bits

Para deixar claro que essa alteração não afeta os PCs existentes rodando versões de 32 bits, a empresa garante que está comprometida com o oferecimento de compilações de 32 bits em outros canais. Isso significa que ainda será possível comprar uma cópia do Windows 10 e usá-la em computadores de 32 bits. No entanto, a informação disponível agora na documentação parece mostrar um caminho para o futuro, no qual háverá arquiteturas somente de 64 bits, no mínimo.

Veja isso
Microsoft lança atualizações para corrigir mais de 100 bugs
Usuários do Windows sob ataque de execução remota de código

A decisão está baseada no mercado, já que atualmente todos os PCs à venda são fabricados com um processador de 64 bits. E o motivo para essa alteração por parte da Microsoft é porque simplesmente quase não há demanda por Windows de 32 bits – não há praticamente PCs assim em fabricação.

No ano passado, com a versão 1903 do Windows 10, a Microsoft aumentou a quantidade mínima de armazenamento exigida num novo PC com Windows 10. Em vez de 16 GB de RAM em dispositivos de 32 bits e 20 GB em dispositivos de 64 bits, agora são 32 GB em geral. Dobrar o armazenamento necessário e equiparar os PCs de 32 bits aos de 64 bits pode ter sido um passo sutil para isso a mudança anunciada agora.

A atualização de maio de 2020 do Windows 10 (versão 2004) está pronta para ser lançada na última semana de maio. Embora não se saiba a data oficial de lançamento, a empresa confirmou um intervalo de três dias no qual estará a data de lançamento. Com base em uma programação anunciada pela Microsoft, a próxima atualização de recursos pode ser entregue em 26 de maio, 27 de maio ou 28 de maio. O cronograma de lançamento está alinhado com um boato indicando que o Windows 10 versão 2004 chegará em 28 de maio.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest