Mitsubishi Electric é novamente vítima de um ciberataque

Empresa investiga de houve o vazamento de informações relacionadas a seus parceiros de negócios
Da Redação
20/11/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A Mitsubishi Electric foi novamente atingida por um ataque cibernético massivo, que pode ter resultado no vazamento de informações relacionadas a seus parceiros de negócios, informou hoje o diário Asahi Shimbun, de Tóquio.

Funcionários da empresa disseram que estavam verificando as contas de 8.653 firmas com as quais a empresa tem transações comerciais, para determinar se informações relacionadas às contas bancárias, bem como outras informações, haviam vazado.

Veja isso
Grupo Mitsubishi confirma invasão de sua rede em Nagoya, no Japão
Mitsubishi Electric sofre grande invasão de redes no Japão

Um sistema de segurança cibernética aprimorado deveria ter sido instalado depois que a Mitsubishi Electric, fabricante de equipamentos de defesa, infraestrutura e equipamentos elétricos, foi alvo de um ataque cibernético provavelmente orquestrado por um grupo de hackers chinês no ano passado. O ataque ocorreu pouco antes de a Mitsubishi Electric começar a fornecer um serviço de segurança cibernética para proteger instalações públicas e edifícios de escritórios contra ataques online.

Em janeiro, o Asahi Shimbun contou a história do último ciberataque. Informações altamente confidenciais ligadas ao setor de defesa, ferrovias e fornecimento de energia elétrica aparentemente foram roubadas.

A Mitsubishi Electric levou seis meses para divulgar o ciberataque que levou ao vazamento de informações relacionadas às transações comerciais com os setores público e privado.

Após esse ataque do ano passado, a Mitsubishi Electric reforçou as restrições de acesso à sua rede de computadores e criou um novo departamento subordinado diretamente ao presidente da empresa para implementar novas medidas de segurança cibernética.

Como este ataque de hoje teve como alvo uma empresa que desempenhava um papel importante no apoio à segurança nacional e à infraestrutura do Japão, o ataque cibernético provavelmente foi planejado por um grupo com habilidades avançadas de hacking.

Com agências internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório