android-637457_640-e1572183563108.jpg

Microsoft proíbe uso de Android em operações na China

Da Redação
08/07/2024

A Microsoft anunciou que a partir de setembro de 2024, seus funcionários na China só poderão usar iPhones para trabalhar, eliminando o uso de dispositivos Android. A decisão, que visa melhorar a segurança, afetará centenas de colaboradores. De acordo com um memorando interno, a Microsoft exigirá que os funcionários chineses usem dispositivos Apple para verificar sua identidade ao fazer login em sistemas de trabalho. A medida faz parte da iniciativa global Secure Future e visa garantir que todos os colaboradores utilizem o gestor de palavras-passe Microsoft Authenticator e a aplicação Identity Pass.

Veja isso
Falha em driver ARM põe Androids em risco
OpenAI remove grupos da Coreia do Norte, Rússia, China e Irã

As lojas de aplicativos Android fragmentadas na China e as diferenças entre os ecossistemas móveis chineses e estrangeiros foram os principais motivos da mudança. Ao contrário do iOS, o Google Play não está disponível na China e fabricantes locais como Huawei e Xiaomi criam as suas próprias plataformas. A Microsoft está bloqueando o acesso de dispositivos chineses aos recursos corporativos devido à falta de serviços do Google.

Os funcionários que utilizam dispositivos Android, incluindo smartphones Huawei e Xiaomi, receberão um iPhone 15. Os novos smartphones terão de ser recolhidos em pontos de distribuição em toda a China, incluindo Hong Kong (onde os serviços Google estão disponíveis).

A Microsoft não comentou publicamente a decisão e não respondeu às perguntas da Bloomberg sobre os motivos da mudança. No entanto, a Microsoft tem sido proativa há muito tempo no fortalecimento das medidas de segurança após uma série de ataques patrocinados por estrangeiros.

Compartilhar: