microsoft alerta área de saúde sobre riscos de cyber

Microsoft compra ReFirm Labs, empresa de segurança de IoT

Compra da fornecedora de análise de segurança de firmware é a segunda transação recente da fabricante de software na área de segurança de IoT
Da Redação
03/06/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A Microsoft adquiriu a ReFirm Labs, desenvolvedora do produto de análise de segurança de firmware Binwalk, de código aberto, por um valor não revelado. Funcionários da Microsoft anunciaram o acordo na quarta-feira, 2, dizendo que a aquisição irá “aprimorar a proteção do chip à nuvem” em aplicações de internet das coisas (IoT).

A ReFirm Labs diz que sua tecnologia de código aberto Binwalk é usada por mais de 50 mil organizações no mundo. A empresa foi fundada em 2017 pela equipe que desenvolveu o Binwalk Open Source em 2010. O slogan adotado pela ReFirm para o Binwalk Enterprise é: “Encontre as brechas na segurança do seu dispositivo antes que os invasores o façam.”

Veja isso
Microsoft cria laboratório para testar defesas a ciberataques
Microsoft lança no GitHub um simulador de ciberataques

Em uma postagem em seu blog corporativo, a Microsoft diz que está adquirindo o produto da ReFirm por permitir que ela forneça melhor análise de firmware e segurança em dispositivos inteligentes de ponta, que variam de servidores a IoT. “A incorporação da ReFirm Labs à Microsoft trará experiência em segurança de firmware e a plataforma Centrifuge para aprimorar nossa capacidade de analisar e ajudar a proteger o firmware apoiado pelo poder e velocidade de nossa nuvem”, diz o post.

A Microsoft já oferece o Azure Defender para IoT e adquiriu recentemente a CyberX para reforçar a segurança de IoT. Funcionários da Microsoft disseram em junho passado que a tecnologia da CyberX forneceria um complemento para outros serviços Microsoft Azure IoT, bem como produtos como o Azure Sentinel, de forma a ajudar a identificar ameaças que podem abranger redes convergentes de TI e tecnologia operacional (OT).

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest