Mercado de segurança baseada em IA atingirá US$ 57 bi até 2028

Da Redação
03/01/2023

O mercado global de segurança cibernética baseada em inteligência artificial (IA) deve atingir US$ 57,1 bilhões até 2028, o que, se confirmado, representará uma taxa média de crescimento anual composto (CAGR, na sigla em inglês) de 24,5%, um aumento de quase 600% em relação aos US$ 8,4 bilhões registrados em 2022, de acordo com estudo da ResearchandMarkets.

Segundo o estudo, os segmentos de software, hardware e serviços devem responder por cerca de um terço do mercado de cibersegurança baseada em IA até 2028. Embora a ResearchandMarkets não tenha fornecido nenhum número sobre quanto movimentou cada segmento, ela disse que em 2021 a área de serviços respondeu pela maior parcela da receita do setor e que a expectativa é que ela se expanda significativamente durante o período.

A empresa de consultoria e pesquisas de mercado divide o mercado de segurança cibernética baseada em IA em segurança de rede, segurança de endpoint, segurança vertical e segurança em nuvem. Em 2021, o segmento de endpoint registrou participação significativa na receita de IA no mercado de segurança cibernética, diz a ResearchandMarkets. A empresa prevê que as organizações pressionarão por monitoramento contínuo e gerenciamento de aplicativos baseado em risco e classificação automática da segurança de endpoint baseada em IA.

Na quebra por região, a consultoria separa o mercado em América do Norte, Europa, Ásia-Pacífico e América Latina, Oriente Médio, Europa e África (LAMEA). Em 2021, a América do Norte foi responsável pela maior participação na receita da IA no mercado de segurança cibernética.

No geral, os fatores de crescimento do mercado incluem o surgimento de redes neurais e outras ferramentas e técnicas de IA para ajudar as equipes de segurança a proteger dados confidenciais, diminuir o risco de violações e aprimorar sua postura de segurança por meio de detecção de ameaças mais eficiente e eficaz, bem como recursos de remoção de ameaças.

Além disso, o relatório da ResearchandMarkets destaca que a IA está ajudando os analistas de segurança e operações e provedores de serviços terceirizados, como provedores de serviços de segurança gerenciados (MSSPs), a se manterem à frente das ameaças à medida que os ataques cibernéticos aumentam em volume e complexidade. “Tecnologias como aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural selecionam ameaças de vários bancos de dados, com históricos, blogs e notícias, para oferecer insights rápidos para romper o congestionamento de alertas diários, reduzindo significativamente os tempos de resposta”, diz o estudo.

Veja isso
Mercado de seguro cibernético deve fechar ano em desaceleração
Mercado de cyber cresce 13,4% ao ano e alcança US$ 327 bi em 2029

Outros fatores de crescimento do mercado apontados pela consultoria incluem um nível mais alto de segurança contra ataques de bot e spam e a capacidade de prever e prevenir violações. “As soluções baseadas em IA são capazes de estimar como e onde as empresas são mais suscetíveis a ataques com base no inventário de ativos ou na exposição a ameaças, permitindo planejar e direcionar recursos para regiões com maiores riscos”, diz o relatório.

Já os fatores de restrição do mercado incluem hackers que utilizam IA para lançar ataques sofisticados e adotar técnicas mais furtivas para envenenar dados. “Sistemas alimentados por IA podem ser configurados para responder automaticamente a perigos e combater ameaças online mais rapidamente”, diz a ResearchandMarkets. “Analisar e melhorar os riscos cibernéticos, bem como os ataques cibernéticos, não é mais uma tarefa em escala humana à medida que a superfície de ataque aos negócios se desenvolve e muda”, finaliza.

Compartilhar: