Medidas contra golpes pelo 0800 são insuficientes, diz analista

Para o diretor da Kaspersky, Fabio Assolini, a decisão da Anatel é incompleta porque os números 0800 não são os únicos usados nas fraudes
Da Redação
01/12/2023

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou na segunda-feira, 27, uma série de recomendações para que as operadoras de telefonia evitem fraudes com a numeração 0800, que vão da suspensão de novos números ao bloqueio imediato da linha em caso de irregularidades. 

De acordo com a norma, as empresas têm um prazo de 30 dias a partir da publicação da medida para fazer a regularização dos seus procedimentos. Em caso de descumprimento, as operadoras podem ser multadas em até R$ 50 milhões.

Para o diretor da equipe global de pesquisa e análise da Kaspersky para a América Latina, Fabio Assolini, a decisão da Anatel é bem-vinda, porém incompleta. Segundo ele, o despacho limita a outorga de números 0800, mas esses não são os únicos usados nas fraudes das centrais telefônicas falsas — há ainda os números 4000, 4003, 4004, sem falar dos números curtos usados pelos golpistas para o envio de SMSs fraudulentos. 

Veja isso
Anatel confisca cargas do Flipper Zero para ‘evitar uso em crimes’
Anatel descobre malware em aparelhos de TV box piratas

“Essas mensagens chegam a partir de números também usados por bancos e instituições financeiras para envio de alertas aos seus clientes. Para as vítimas é muito difícil diferenciar um SMS legítimo, enviado pelo seu banco, de um enviado pelo fraudador, pois ambos chegam pelo mesmo número curto. Sabemos que esses SMSs são o começo da fraude, é necessário que a agência coíba esse tipo de prática, que há muito tempo vem ocorrendo em solo nacional”, finaliza.

Compartilhar:

Últimas Notícias