McDonald’s diz que pane global foi por ‘mudança de configuração’

A rede de fast food alegou que a culpa pela interrupção global dos seus sistemas de ponto de venda (PoS) foi causada pela mudança de configuração de um provedor de serviços terceirizado, e não um ataque cibernético
Da Redação
19/03/2024

O McDonald’s alegou que a culpa pela interrupção global dos seus sistemas de ponto de venda (PoS), que forçou o fechamento de muitos dos restaurantes da rede de fast-food, foi a mudança de configuração de um provedor de serviços terceirizado, e não um ataque cibernético.

De acordo com um comunicado do diretor de informações da empresa, Brian Rice, a interrupção global do sistema de tecnologia começou por volta da meia-noite (no horário de verão nos EUA) de sexta-feira, 15. “Notavelmente, esse problema não foi causado diretamente por um evento de segurança cibernética; mas por um provedor terceirizado durante uma alteração de configuração”, disse ele.

A empresa negou ainda que a interrupção estivesse relacionada à mudança para o Google Cloud como fornecedor de tecnologia, como foi aventado no mercado. Em dezembro, o McDonald’s anunciou uma parceria plurianual com o Google para transferir os sistemas dos restaurantes dos servidores para a nuvem. A parceria foi projetada para agilizar tarefas como pedidos em quiosques e ajudar os gerentes a otimizar o pessoal.

Veja isso
McDonald’s sob suspeita de nova violação de dados nos EUA
McDonald’s é alvo de hackers; clientes têm dados roubados

O fato é que interrupção afetou restaurantes em todo o mundo: dos Estados Unidos, Canadá ao Reino Unido, Holanda e Itália, e da Austrália e Nova Zelândia ao Japão. Logo na manhã de sexta-feira, o McDonald’s Japão se desculpou pelo pelo problema, dizendo que muitos locais fecharam temporariamente devido a interrupções contínuas no sistema de ponto de venda (PoS).

Os funcionários também compartilharam nas redes sociais que não podiam receber pedidos, abrir caixas registradoras ou processar pagamentos porque os sistemas PoS estavam inativos.

Compartilhar:

Últimas Notícias