Dados do Manchester United podem vazar se resgate não for pago

Da Redação
01/12/2020

Os cibercriminosos que congelaram com criptografia os sistemas do Manchester United fizeram uma exigência para o clube inglês: eles esperam receber uma transferência de vários milhões de libras para não cumprirem suas ameaças – como, por exemplo, publicar na internet os dados que roubaram do clube.

Segundo o jornal Daily Mail, na realidade o clube avalia a situação como “potencialmente catastrófica”. Os criminosos ameaçam vazar na rede informações que podem causar consequências graves ao clube – entre elas, a multa estabelecida pela legislação de proteção de dados do Reino Unido, que pode chegar a 18 milhões de libras. Apesar disso, o National Cyber ​​Security Center informou que está ajudando o clube a resolver o problema.

Veja isso
Manchester United desliga sistemas para se defender de ciberataque
Belden tem dados de funcionários e parceiros roubados em ciberataque

Após o ataque, ocorrido na semana passada, o Manchester United tentou tranquilizar a todos, inclusive os investidores, com uma declaração: “Tomamos medidas imediatas para conter o ataque e estamos trabalhando com consultores especializados para investigar o incidente. Os canais de mídia do clube, incluindo o site e o aplicativo, não foram afetados. Agora não há informações sobre o vazamento de dados pessoais de nossos fãs e clientes. “

Recebendo o resgate, os hackers prometem contar onde estão os pontos fracos do sistema de segurança. E garantem que todos os dados serão apagados e não serão publicados.

No mês passado, o Tesouro dos Estados Unidos anunciou que qualquer organização que pague pedidos de resgate de hackers corre o risco de levar uma multa quepode chegar a US$ 20 milhões.

Compartilhar: