Mais uma empresa chinesa desafia a Star Link de Elon Musk

Da Redação
28/05/2024

Há uma competição se iniciando na área de telecomunicações via satélite: a empresa chinesa Hongqing Technology revelou que planeja lançar uma constelação de dez mil satélites, numa clara concorrência com a Star Link, de Elon Musk. A Star Link fornece serviços de Internet a partir do espaço usando seis mil satélites com velocidades de download de até 220 Mbps. A Hongqing, ligada à fabricante chinesa de foguetes Landspace, está entrando nesse mercado com o projeto Honghu-3: no dia 24 de maio, a empresa apresentou um pedido de rede de satélite à União Internacional de Telecomunicações para implantar 160 planos orbitais.

Veja isso
SpaceX lança primeiro lote de novos satélites espiões
Invasão de satélite leva a Star Link a abrir bug bounty

Embora os detalhes sobre o cronograma para a implantação dos dez mil satélites permaneçam em segredo, o projeto Honghu já é a terceira grande iniciativa de empresas chinesas para criar constelações de satélites em grande escala. Anteriormente, foram propostos o plano nacional GuoWang (13.000 satélites) e G60 Starlink (mais de 12.000 satélites). Além disso, esses programas poderão trabalhar em conjunto com o Smart SkyNet, o novo programa espacial da China que concorre com o Starlink.

No início de maio, a China já lançou o primeiro satélite do programa Smart SkyNet, que visa criar uma rede global de Internet de banda larga também para concorrer com o projeto de Elon Musk.

A Hongqing Technology, com sede em Xangai, é conhecida por sua tecnologia de motor de efeito Hall. A empresa planeja expandir-se com uma nova linha de produção de satélites em Wuxi. O propulsor, chamado Jinwu-200, foi testado com sucesso no lançamento do satélite Honghu-2, lançado em dezembro.

Compartilhar: