Mais de 80% dos usuários de Android usam versão obsoleta

Paulo Brito
07/01/2016

Falta de atualização facilita os ataques de vírus aos aparelhos móveis

A G Data, fornecedora de soluções de segurança digital, representada no Brasil pela FirstSecuity, divulgou um balanço da ação dos criminosos cibernéticos no último trimestre do ano passado, quando apurou que mais de 80 por cento dos smartphones e tablets com Android executam uma versão desatualizada do sistema operacional, o que contribui para a ação de códigos maliciosos nos dispositivos móveis.

Entre as razões mais comuns por esta falta de atualização, segundo os especialistas da G Data, têm a ver com a diferença entre o tempo em que o Android é liberado para atualização e quando realmente está disponibilizado pelos fabricantes dos aparelhos, que personalizam o sistema para seus aparelhos e depois a liberam aos usuários, bem como a disponibilidade e compatibilidade de tais atualizações para dispositivos mais antigos.

Segundo os especialistas da G Data, versões antigas incorporam vulnerabilidades conhecidas e apenas ter 20% da base atualizada é muito pouco para que os usuários possam evitar ataques aos seus aparelhos móveis. Os números totais de 2015 ainda não foram liberados pela G Data, mas a expectativa é que o número de novas ameaças para Android chegue perto de 2 milhões, sendo que de janeiro a setembro do ano passado este número chegou a 1.575.644, o que representou um aumento de 50% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Compartilhar:

Últimas Notícias