cyber-security-1805246_640-e1572304456251.png

Maioria das empresas lidam com incidentes uma vez por semana

Da Redação
28/10/2019
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Pesquisa com gerentes de TI na Alemanha, EUA e Brasil revela que 61% deles admitiram que lidam com incidentes de segurança pelo menos uma vez por semana

cyber-security-1805246_640-e1572304456251.png

Pesquisa realizada com 280 gerentes de TI na Alemanha, EUA e Brasil revela que 61% deles admitiram que lidam com incidentes de segurança pelo menos uma vez por semana. Ao avaliar como os ataques cibernéticos são perigosos para a empresa, 18% dos entrevistados classificaram o risco de segurança como muito alto. Metade (50%) chegou a afirmar que sua empresa havia sofrido perdas financeiras devido a incidentes de segurança.

Quando perguntados se os incidentes foram tratados da melhor maneira, as opiniões diferem: quase metade (49%) disse que tudo funcionou bem, enquanto a outra metade (49%) declarou que havia muito potencial de melhoria. Os dois por cento restantes disseram que ainda estão lutando para lidar com as consequências dos incidentes de segurança em geral.

Nos três países, a maioria dos gerentes de TI (37% nos EUA, 42% no Brasil e 41% na Alemanha) respondeu que processos mais claramente definidos seriam a maior ajuda para lidar adequadamente com incidentes de segurança. Além disso, a maioria deles disse acreditar que regulamentos governamentais como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), a Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia (CCPA) e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) ajudam a manter os dados seguros.

Comparação entre os países

Os EUA parecem ser o país com o maior número de incidentes de segurança: 68% responderam que isso ocorre semanalmente ou com mais frequência. No Brasil, 59% falam de incidentes semanais ou mais frequentes; e na Alemanha, isso é apenas 57%.

Quando perguntados sobre o que perde mais tempo quando se trata de resolver incidentes de segurança, as opiniões dos países também diferem um pouco: Mais de um terço (32%) dos entrevistados alemães declaram como sua principal resposta que documentar tudo após um incidente perde mais tempo. No Brasil (36%) afirmam que o maior desafio parece ser encontrar informações com rapidez suficiente, o que também se aplica aos EUA (27%).

Na Alemanha, os gerentes de TI parecem ser mais céticos em relação às regulamentações governamentais, como o GDPR: embora 54% dos entrevistados alemães tenham dito que as regulamentações ajudariam a garantir a segurança dos dados, 86% no Brasil e 61% nos EUA são desta opinião.

A pesquisa foi realizada online, via Pollfish, em setembro deste ano.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest