cybercrime-3528223_1280.jpg

Lockbit vaza dados da Benner; download está bloqueado

Vazamento ocorreu esta madrugada, mas por enquanto não é possível fazer o download de nenhum arquivo
Paulo Brito
14/09/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Os operadores do ransomware Lockbit 2.0 fizeram nesta madrugada um vazamento de dados obtidos durante sua invasão à rede da empresa, ocorrida entre 6 e 7 de setembro. O vazamento foi feito sob a forma de três árvores de diretórios. Além disso, os cibercriminosos criaram um arquivo compactado em 7z chamado “benner.com.br.7z”, com um total aproximado de 4.42 gigabytes. No entanto, até este momento o arquivo não pode ser baixado. Não é possível determinar se isso ocorre por excesso de usuários fazendo download ou por um erro de compactação. Ao clicar-se no botão de download aparece a mensagem “Cant Download” (sic).

Tela no site dos operadores do ransomware Lockbit 2.0 (clique para ampliar)

Os diretórios se subdividem em seis ou mais subdiretórios, contendo ao final alguns arquivos. É possível ver a existência de planilhas e arquivos em formato PDF. A nomenclatura daqueles que foi possível observar indica que se tratam de documentos associados a rotinas operacionais da empresa, nenhum associado a assuntos financeiros ou de RH por exemplo.

Veja isso
Benner Sistemas é vítima do ransomware Lockbit 2.0
Blockbit lança nova versão do UTM

Embora o botão de download do arquivo compactado indique a existência de 4.42 gigabytes de dados, nenhum dos diretórios verificados continha uma quantidade de arquivos com mais de uma dezena de megabytes.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest