Lockbit pede a revenda de carros resgate de US$ 60 milhões

Curiosamente, o ataque digital ocorreu quando a empresa sueca Hedin Mobility Group estava prestes a adquirir a Pendragon por £ 400 milhões
Da Redação
24/10/2022

O Pendragon Group, empresa do Reino Unido que atua na venda de veículos comerciais, foi atingido por um ataque de ransomware recentemente e o grupo Lockbit é suspeito de estar por trás do incidente. O revendedor de automóveis com mais de 200 concessionárias negou imediatamente o pagamento de um resgate de US$ 60 milhões e deixou claro que vai restaurar os dados criptografados por meio de um plano de continuidade de dados. Kim Costello, o diretor de marketing (CMO) reconheceu o incidente e confirmou que o grupo Lockbit estava por trás do ataque.

Veja isso
Grupo Lockbit alega ter atacado e roubado dados da Midea
Vazamento expõe versões compiladas do Lockbit 3.0

Fontes da mídia disseram que o grupo criminoso cibernético poderia ter roubado cerca de 8% dos dados do banco de dados e poderia ter ganho mais se a equipe de TI não reagisse a tempo e contivesse o malware. Curiosamente, o ataque digital ocorreu quando a empresa sueca Hedin Mobility Group estava prestes a adquirir a Pendragon por £ 400 milhões.

O grupo reagiu bem, criando em primeiro lugar uma página dedicada em seu site para fornecer aos clientes, mídia, investidores e outras partes interessadas atualizações regulares e com data e hora sobre como estava lidando com sua resposta. Foi a mesma tática implantada durante  o incidente de ransomware da Norsk Hydro em 2019: uma das várias medidas que o fabricante tomou e que levou muitos a considerá-la ‘padrão ouro’ dos estudos de caso de resposta a incidentes.

Compartilhar:

Últimas Notícias