Líderes de segurança de OT se unem para combater ameaças

Fornecedores de soluções de segurança cibernética de tecnologia operacional anunciaram planos para construir um portal de inteligência de ameaças de código aberto para compartilhar informações
Da Redação
24/04/2023

Um grupo de fornecedores de soluções de segurança cibernética de tecnologia operacional (OT) anunciou nesta segunda-feira, 24, planos para construir um portal de inteligência de ameaças de código aberto para compartilhar informações e gerar alertas sobre ameaças a infraestruturas críticas.

Batizado de Ethos (Emerging Threat Open Sharing), o projeto de construção do portal conta com a participação da  1898 & Co., ABS Group, Claroty, Dragos, Forescout, NetRise, Network Perception, Nozomi Networks, Schneider Electric, Tenable e Waterfall Security.

O Ethos fornecerá às empresas que operam infraestruturas críticas uma opção neutra do ponto de vista de fornecedor para o compartilhamento de informações. Trata-se de um portal que funcionará como uma linha direta para correlacionar informações de muitos fornecedores de segurança e identificar comportamentos anômalos, visando fortalecer as defesas de cibersegurança entre os setores de infraestrutura crítica e garantir uma comunicação e apoio governamentais mais eficazes.

O objetivo principal do portal é o compartilhamento de dados para que se possa investigar os primeiros indicadores de ameaças e descobrir novas formas de ataques. Como uma iniciativa de código aberto, qualquer indivíduo, organização ou fornecedor de segurança pode contribuir para o Ethos, seu direcionamento e desenvolvimentos futuros. As solicitações gerais de adesão estarão disponíveis em junho próximo.

“A escala das ameaças enfrentadas pelos operadores de infraestrutura crítica, e em particular pelas redes de tecnologia operacional, exige o compartilhamento de informações fundamentada na colaboração e interoperabilidade”, disse Eric Goldstein, diretor assistente executivo para cybersecurity da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura (CISA) dos EUA. “A CISA está ansiosa para continuar a apoiar os esforços da comunidade para reduzir os silos que impedem o compartilhamento oportuno e eficaz de informações.” 

Veja isso
Nova aliança visa proteger tecnologia operacional
Kryptus vence concorrência da nova Rede Operacional de Defesa

“Esperamos colaborar com tais comunidades, incluindo a comunidade Ethos, para melhorar o alerta precoce e a resposta a ameaças cibernéticas potenciais, ao mesmo tempo que protegemos adequadamente informações sensíveis sobre a comunidade de infraestrutura crítica de nosso país”, completou.

A comunidade Ethos vai identificar coletivamente e compartilhará ameaças emergentes para as quais não há inteligência de ameaça ou nenhum padrão de ataque conhecido disponível, entre as partes interessadas dos setores público e privado com a opção neutra do fornecedor. Dessa forma é possível melhorar a cooperação entre os setores público e privado para o compartilhamento efetivo de informações em tempo real entre os setores e com os governos. O sucesso da Ethos significará que menos proprietários de ativos se tornarão vítimas de ciberataques.

Compartilhar:

Últimas Notícias