Kryptus vence concorrência da nova Rede Operacional de Defesa

A rede fornece serviços de voz, dados e apoio à decisão aos diversos níveis decisórios da estrutura militar de defesa
Da Redação
22/03/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

A Kryptus, uma empresa brasileira especializada em soluções de segurança cibernética baseadas em criptografia, anunciou na sexta-feira dia 19 ter vencido a concorrência para projetar a nova Rede Operacional de Defesa (ROD) do Brasil. A empresa também será responsável pela readequação dos ativos de TIC e pela expansão física e lógica da ROD, além de monitoramento e suporte técnico operacional da rede. O anúncio da Kryptus mostra a ação da empresa num mercado mais amplo, alcançando comercialização e manutenção de infraestrutura de nuvem e de rede.

“A oferta de projetos sob medida para organizações e nações ao redor do mundo é um dos pilares do portfólio da Kryptus. Portanto, estamos preparados para integrar as soluções e equipamentos necessários para atender às necessidades do cliente. Para a nova ROD, vamos fornecer cifradores de enlace e, de fato, instalar e rearranjar ativos de rede tipo switches e afins”, explicou ao CISO Advisor o CEO da empresa, Roberto Gallo.

Veja isso
Tempest e Kryptus anunciam novos aportes de capital
Exército anuncia criação do Sistema Militar de Defesa Cibernética

O processo dessa aquisição foi o primeiro realizado pelo Ministério da Defesa com a utilização do instrumento de TLE – Termo de Licitação Especial – previsto na Lei 12.598/2012. Amparado por decisão do Conselho de Defesa Nacional, o TLE estabelece que o fornecimento de soluções para a proteção de informações classificadas em qualquer grau de sigilo deve ser feito exclusivamente por Empresas Estratégicas de Defesa (EED) e com desenvolvimento no país.Tecnologias estrangeiras são proibidas para esse tipo de processo de licitação. A maior parte do fornecimento deverá ser realizada ainda no ano de 2021. A empresa obteve recentemente a renovação do seu certificado de Empresa Estratégica de Defesa (EED) – concedido pelo Ministério da Defesa.

A Rede Operacional de Defesa é, segundo a Kryptus, a “espinha dorsal do Sistema Militar de Comando e Controle (SISMC2); tem como propósito prover serviços de voz, dados e apoio à decisão de forma integrada, oportuna, simples, segura, flexível, confiável e contínua aos diversos níveis decisórios da Estrutura Militar de Defesa”. A nova ROD é uma reestruturação e modernização da infraestrutura atual, mantida sob a Chefia de Operações Conjuntas (CHOC) do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas. Ela é o principal meio de enlaces de comunicações militares. É constituída pelo segmento espacial (Sistema de Comunicações Militares por Satélite – SISCOMIS) e pelo terrestre, que corresponde a toda a estrutura de enlaces de telecomunicações, de comunicações e de dados que não faça uso de satélites.

Com informações da assessoria de comunicações

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório