businessman-3950117_1280.jpg

Kape adquire ExpressVPN por US$ 936 milhões

Da Redação
14/09/2021

A empresa britânica de cibersegurança Kape, que já conta com uma série de subsidiárias especializadas em variados aspectos da segurança, está fazendo a aquisição da ExpressVPN, uma fornecedora de serviços de virtual private network com 160 pontos de presença em 94 países, por um valor de quase US$ 1 bilhão: serão US$ 936 milhões no equivalente em libras. Fundada em 2009, a ExpressVPN é uma das maiores provedoras mundiais de serviços VPN, contando com um número não revelado de usuários ativos em mais de 180 países. O software da empresa opera em Windows, Mac, iOS, Android, Linux.

A Kape Technologies anunciou que o pagamento aos proprietários da Express VPN será feito com US$ 237 milhões em ações destinadas aos fundadores da empresa, Peter Burchhardt e Dan Pomerantz, contra uma participação de 14% na empresa que agora se forma. O restante será pago em dinheiro nos próximos dois anos.

Num comunicado, a ExpressVPN informou que permanecerá como serviço separado e que sua equipe continuará a crescer. De seus aproximadamente 290 funcionários, a ExpressVPN tem 48% envolvida em pesquisa e desenvolvimento. A Kape citou os acordos de OEM da ExpressVPN com HP, HMD Global, Acer, Dynabook e Philips como vantagens no negócio.

Veja isso
Estudo traça perfil da vítima padrão de ransomware
23 mil credenciais de VPN do Brasil na dark web

“A ExpressVPN permanecerá um serviço separado de outras marcas Kape, e tudo o que você conhece e ama sobre ExpressVPN continuará a melhorar: nossa premiada velocidade e confiabilidade, rede de servidores global premium e largura de banda, chat ao vivo 24 horas por dia, 7 dias por semana, Jurisdição de BVI, política de não coleta de registros de atividade ou conexão, auditorias independentes de terceiros e muito mais. Nossa equipe continuará a crescer e nosso compromisso em fornecer o serviço líder de privacidade digital e proteção de segurança é mais forte do que nunca – agora apoiado pelos maiores recursos da Kape”, diz o blog da ExpressVPN sobre o negócio.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar: